O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) anunciou nesta quarta-feira que manterá a taxa básica de juros em 11% ao ano, uma decisão amplamente esperada pelo mercado.

A medida do Banco Central foi tomada por unanimidade e não indica tendências para as próximas reuniões do órgão, segundo um comunicado. Ao decidir pela manutenção da Selic, o Copom levou em conta “a evolução do cenário macroeconômico e as perspectivas para a inflação”, segundo a nota.

Esta é a segunda vez consecutiva que o Banco Central decide manter a taxa, após ter aplicado nove altas seguidas em suas reuniões periódicas, realizadas a cada 45 dias, em uma tentativa de conter a alta dos preços.

A inflação acumulou uma alta de 3,75% até o final do primeiro semestre, e o dado anualizado fechado em junho foi de 6,52%, percentual que supera o teto da meta do governo para todo o ano (6,50%).

A economia brasileira cresceu 0,2% no primeiro trimestre do ano em comparação com os últimos três meses de 2013 e acumulou uma alta de 2,5% no período de 12 meses fechado em março, segundo os dados oficiais mais recentes.