É grave a situação dos jogadores do Rio de Janeiro.

Sã0 quase 3 meses de salários atrasados e não existe nenhuma perspectiva de acerto financeiro com os atletas e a comissão técnica.

O clima é pesado e de cobranças.

Desde a saída da ODG, de Eike Batista, o clube não tem honrado os compromissos e os dirigentes buscam sem sucesso ajuda de patrocinadores.

Para piorar o cenário, Bruno e Leandro Vissoto ameaçam deixar o Rio de Janeiro.

Ambos estão com o mercado fechado no Brasil por causa do ranking e a Europa seria a única opção. Representantes dos dois jogadores já foram autorizados pelos respectivos atletas e procuram espaço em times da Itália, Turquia e Rússia, principalmente.

Bruno e Vissoto estão descontentes e decepcionados com o caos financeiros do Rio e já avisaram que não pretendem ficar se receberem convite do exterior.

O time venceu Montes Claros no fim de semana e é terceiro colocado na superliga.