A Associação dos Pequenos Produtores das Furnas do Dionísio promove nos dias 13 e 14 de agosto o 1º Folclore Fest, no município de Jaraguari. Segundo os organizadores serão dois dias de festas, com shows com duplas sertanejas, apresentações de danças, barracas (comidas típicas), leilões, dentre outras atrações.

Na opinião do secretário geral da Coordenação das Comunidades Negras Rurais Quilombolas de Mato Grosso do Sul (Conerq/MS), Antônio Borges dos Santos, também presidente do Instituto Casa da Cultura Afro-Brasileira de Mato Grosso do Sul (Iccab), a Comunidade de Furnas do Dionísio está muito bem organizada. Segundo ele, as atividades são realizadas com a participação de todos, incluindo estudantes, adultos e jovens da região. “É a união de todos que faz a comunidade se mobilizar”, disse Borges.

O evento conta com o apoio de políticos e de representantes das secretariais municipais de Agricultura, Finanças, Administração, Turismo, Esporte e Saúde, do município de Jaraguari.

Histórico

De acordo com as pesquisas de estudiosos, a comunidade foi fundada por volta de 1890, por Dionísio Antônio Vieira. Atualmente conhecida como Furnas do Dionísio, Furnas fica ao pé da Serra de Maracaju, distante a 45 quilômetros da Capital sul-mato-grossense, localizada no município de Jaraguari (MS). É constituída de pequenos sítios e chácaras, onde atualmente vivem mais de 400 moradores, agrupados em aproximadamente 100 famílias. A produção de mandioca, cana-de-açúcar e seus derivados é a principal fonte de renda da comunidade.