O governador André Puccinelli disse, na manhã de hoje, durante evento no Tribunal de Contas do Estado, que não há impasse nenhum com Murilo Zauith (DEM).

Zauith saiu da disputa ao Senado, na semana passada, após o veto do PMDB à composição que faria da primeira dama de Campo Grande, Antonieta Trad, sua primeira suplente.

O governador, que age como se Murilo fosse pré-candidato ao Senado, diz que, no momento oportuno, “todos” verão que a chapa dele preza pelo pluripartidarismo.

“A chapa mostrará que o pluripartidarismo foi mantido e que as importância das regiões será preservado”, afirmou o governador.

A respeito do impasse da suplência de Murilo ao Senado, o governador não chegou a citar nomes. Porém, especulações políticas sinalizam que este cargo poderia ser ocupado pela ex-secretária de Assistência Social,Tânia Garib, o vice-prefeito de Campo Grande, Edil Albuquerque, o vereador Vanderlei Cabeludo ou a primeira-dama da Capital, Antonieta Trad.