O São Paulo continua com sua sina de não vencer como visitante no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o time tricolor teve uma atuação sonolenta e acabou derrotado pelo por 2 a 0 no Estádio Hailé Pinheiro. A falta de objetividade foi novamente o calcanhar de Aquiles dos comandados de Dorival Junior. O controle da bola não resultou em chances reais de gol, enquanto o time esmeraldino foi muito eficaz e saiu de campo vencedor.

O resultado negativo faz o São Paulo ficar mais próximo da zona de rebaixamento. Com 35 pontos, apenas cinco a mais que o Goiás, que está no Z-4, a equipe do Morumbi deve ligar o sinal de alerta para não deixar o título da do Brasil eliminar a motivação do grupo para o restante da temporada 2023.

Moroso, São Paulo sofre com eficácia do Goiás

O Goiás começou mais valente e se valeu do apoio da torcida em casa para pressionar o São Paulo. Com apenas 10 minutos de jogo, o time esmeraldino inaugurou o marcador com um belíssimo gol. Após cobrança de escanteio, Hugo pego de primeira, sem pulo, e acertou a gaveta do goleiro Rafael.

Com o placar aberto, o Goiás pôde controlar melhor o jogo e desacelerar. A partida ficou morna, e o São Paulo tampouco se mostrou criativo e empolgado para buscar a igualdade. Os comandados de Dorival tiveram muitas atuações semelhantes a essa ao longo do ano, em que os são-paulinos detêm a posse de bola, mas não conseguem converter em finalizações e gols.

O conjunto esmeraldino soube se aproveitar das desatenções do lado tricolor para criar lances perigosos. No apagar das luzes, a torcida do Goiás comemorou novamente. Alisson perdeu a bola no meio de campo para Morelli, que encarou a marcação com velocidade e acertou um chute cruzado preciso para fazer o segundo dos donos da casa, aos 50 minutos.

No retorno do intervalo, o São Paulo se mostrou mais intenso, mesmo assim passou longe de levar grandes perigos ao goleiro esmeraldino. Alterações feitas por Dorival não surtiram o efeito desejado e logo o Goiás voltou a se sentir à vontade em campo. A marcação frouxa são-paulina permitia que os jogadores adversários entrassem com facilidade na grande área.

O conforto dos donos da casa com o placar fez com que a demora dos gandulas na reposição de bola se tornasse uma tônica do jogo no segundo tempo. Até Dorival, que costuma ser paciente, se exaltou à beira de campo.

O Goiás esteve muito mais próximo de marcar o terceiro gol do que o São Paulo. David, de cabeça, quase marcou contra, mas a trave evitou outra bola na rede. Nos minutos finais, a equipe paulista esboçou uma blitz para tentar descontar o marcador, mas parou por aí e teve de se contentar com a derrota desenhada ainda no primeiro tempo.

O próximo compromisso do São Paulo será diante do Grêmio, no sábado, às 18h30. O duelo acontece no Morumbi. No mesmo dia e horário, o Goiás vai ao Mato Grosso encarar o Cuiabá.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS 2 x 0 SÃO PAULO

GOIÁS – Tadeu; Maguinho, Sidimar, Bruno Melo e Hugo; Willian Oliveira, Morelli, Guilherme Marques (Higor Meritão) e Julián Palacios (Vinicius); Allano (Alesson) e João Magno (Matheus Babi). Técnico: Armando Evangelista.

SÃO PAULO – Rafael; Rafinha, Diego Costa, Beraldo e Caio Paulista; Pablo Maia (Gabriel Neves), Alisson (Michel Araújo), Wellington Rato (Juan) e Rodrigo Nestor (David); Lucas Moura e Luciano (Erison). Técnico: Dorival Junior.

GOLS – Hugo, aos 10, e Morelli, aos 50 minutos do primeiro tempo

ÁRBITRO – Rodrigo Pereira de Lima (PE).

CARTÕES AMARELOS – Sidimar, Matheus Babi, Willian Oliveira e Allano (Goiás); Rafinha, Caio Paulista, Pablo Maia e Dorival Junior (São Paulo).

PÚBLICO – 12.685 presentes.

RENDA – R$ 327.875,00.

LOCAL – Estádio Hailé Pinheiro, em Goiânia.

Saiba Mais