Com a cabeça e parte do time pensando na segunda partida da final da do Brasil, o recebeu o no estádio do Morumbi e foi derrotado por 2 a 1, nesta quarta-feira, pela 24ª rodada do Brasileirão. Com a equipe totalmente alternativa, Dorival Júnior viu o adversário abrir vantagem com Zé Welison e Lucero, descontou com James Rodríguez na segunda etapa, mas viu sua sequência sem vitórias na competição chegar em oito jogos.

A derrota deixa o São Paulo com 28 pontos e a diferença para a zona de rebaixamento para a série B do Brasileirão ficar em quatro pontos. Já o Fortaleza chegou aos 38 pontos e subiu para o sétimo lugar. Agora, o time paulista foca suas atenções na final da contra o Flamengo, no próximo domingo. Já o time cearense se prepara para a semifinal da Copa Sul-Americana, contra o Corinthians, na terça-feira, 26.

Com o time completamente reserva, o São Paulo começou a partida tendo a bola e buscando o ataque. Apostando em um meio com James Rodríguez na criação e com Luciano como o camisa 9, o time paulista controlou os primeiros minutos e fez o goleiro João Ricardo trabalhar em dois momentos em que finalizou de longe. Apesar deste domínio dos donos da casa, bastou apenas um ataque do Fortaleza para o placar ser aberto.

Aos 15 minutos, Pochettino cruzou da direita, Zé Welison apareceu nas costas de Nathan e desviou de cabeça. A bola tocou na trave de Jandrei e morreu dentro do gol. Depois do gol, o São Paulo cresceu e passou a massacrar o adversário. Aos 17, Michel Araújo invadiu a área e foi derrubado por Titi. Na cobrança da penalidade, James Rodríguez chutou e João Ricardo fez a defesa.

Mesmo com o pênalti perdido, o São Paulo não diminuiu o ritmo e viu o goleiro do Fortaleza se consolidar como maior nome da primeira etapa. Aos 25, Luan finalizou de fora da área e parou na trave. Três minutos mais partes, James cobrou falta e a bola parou no travessão do time cearense. Aos 31, o meia colombiano levantou na área, Juan tocou de cabeça e João Ricardo fez a defesa.

Já na reta final, Michel Araújo aproveitou boa jogada coletiva pela meia direita, finalizou forte e parou em grande defesa do goleiro do Fortaleza. Já nos acréscimos, Luciano apareceu na área e desviou para mais uma boa defesa de João.

O Fortaleza voltou do intervalo buscando mais o ataque e marcou o segundo logo no início. Aos sete minutos, Marinho fez a jogada pela direita e foi derrubado na área por Michel Araújo. Na cobrança da penalidade, Lucero chutou forte no canto esquerdo e dobrou a vantagem no marcador.

Com o 2 a 0 contra, o São Paulo pareceu se perder em campo. Sem a intensidade da primeira etapa, o time do Morumbi não conseguia marcar e nem atacar. Desta forma, o Fortaleza assustou em cobrança de falta de Pochettino que parou no travessão.

Depois do susto, Dorival Júnior alterou o time e os paulistas conseguiram crescer. Com a torcida empurrando, o São Paulo passou a acelerar as jogadas e conseguiu o gol. Aos 33 minutos, a equipe cearense errou na saída de bola, James Rodríguez finalizou de longe rasteiro com o João Ricardo fora do gol e fez o seu primeiro com a camisa são paulina.

No terço final do segundo tempo, o jogo foi de ataque contra a defesa. Com James Rodríguez, Alexandre Pato e David formando o ataque, o time de Dorival tentou como pode chegar até o gol adversário, mas pouco incomodou o goleiro João Ricardo.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 1 X 2 FORTALEZA

SÃO PAULO – Jandrei; Nathan, Diego Costa, Alan Franco e Wellington; Luan (Alexandre Pato), Gabriel Neves (Rodriguinho), Michel Araújo (Pedrinho Vilhena) e James Rodríguez; Luciano (David) e Juan (Tales Costa). Técnico: Dorival Júnior.

FORTALEZA – João Ricardo; Tinga, Brítez, Titi e Bruno Pacheco (Escobar); Zé Welison (Lucas Sasha), Caio Alexandre e Pochettino (Pedro Augusto); Marinho (Yago Pikachu), Guilherme e Lucero (Thiago Galhardo). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.

GOLS – Zé Welison, aos 15 minutos do 1º tempo, Lucero, aos sete minutos do 2º tempo, James Rodríguez, aos 33 minutos do 2º tempo,

CARTÕES AMARELOS – Titi, Zé Welison, Diego Costa, João Ricardo, Nathan, Marinho, Rodriguinho e Thiago Galhardo.

ÁRBITRO – Yuri Elino Ferreira da Cruz (RJ).

PÚBLICO – 24.777 pessoas.

RENDA – R$ 1.216.346,00.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).