Entre os dias 21 e 23 de julho, a Abaf-MS (Associação de Basquetebol Adulto Feminino de Mato Grosso do Sul) representa Mato Grosso do Sul no 1º Torneio Paranaense de Basquetebol Máster Feminino “Rogério Campos”. O torneio acontece em Curitiba, com um total de sete equipe participantes.

As disputas começam na noite desta sexta-feira (21), no Colégio Marista Paranaense. A Abaf-MS estreia no sábado (22), às 15h (horário de MS), quando enfrenta a seleção paranaense 55+.

Para a equipe sul-mato-grossense, o torneio na capital do Paraná serve de preparação visando o campeonato mundial da modalidade, o XVI World Maxibasketball Championship, que neste ano ocorrerá em Mar Del Plata, na Argentina. Organizada pela Fimba (Federação Internacional de Basquetebol Máster), a competição acontece entre 25 de agosto e 3 de setembro.

“Estamos bem animadas e nos sentindo honradas em representar o Brasil no campeonato mundial”, destaca a coordenadora da Abaf-MS, Doriane Kohl. Ainda neste ano, no mês de novembro, o time de Campo Grande vai encarar mais uma edição do Campeonato Brasileiro de Basquetebol Máster, em São Luís (MA).

Amizade e basquete

A Abaf-MS foi fundada há 23 anos por duas amigas que jogavam basquetebol na adolescência e se reencontraram no ano 2000. Ao relembrar os bons momentos em competições estudantis e universitárias, elas decidiram reunir para treinar e montar uma equipe competitiva.

Aos poucos, a rotina das quadras voltou à tona, a associação foi crescendo ao longo dos anos e atualmente é reconhecida Brasil afora. Hoje, cerca de 50 atletas integram a Abaf-MS, divididas em mais de cinco categorias etárias, entre 30 e 65 anos.

A associação coleciona, atualmente, inúmeros títulos a nível municipal, estadual, regional e nacional. A agremiação participa de campeonatos brasileiros desde 2008, representando Mato Grosso do Sul e figurando no pódio em diversas ocasiões. O título mais recente veio no início de maio, em Marília (SP).

“Somos mulheres apaixonadas pelo basquete e adoramos participar de competições representando o nosso estado. O que nos motiva a cada dia é a superação de limites, o aumento da nossa autoestima e estar praticando um esporte que exige alto rendimento em quadra. Disputamos de igual para igual com outros estados e já fomos campeãs várias vezes”, detalha Doriane.