manteve a posição de estado mais quente do Brasil nas últimas 24h, liderando com calor de 43°C marcado na quarta-feira (8). A onda de calor, com maior intensidade, está prevista para a próxima semana, quando os termômetros podem ultrapassar 45°C.

Entre 19 municípios, Mato Grosso do Sul ocupa 19 posições de altas temperaturas, com valores variando de 39°C a 43°C. Porto Murtinho ocupa a 1ª posição da , com valor de 43°C. Em segundo lugar está Corumbá (41,2°C). Cuiabá, no Mato Grosso, marcou 40,8°C.

Também estão listadas as cidades de Água Clara (40,5°C), Miranda (40,4°C), Aquidauana (40,3°C), Coxim (40,2°C), Bataguassu (39,7°C), Nhumirim (39,6°C), Juti (39,3°C) e Dourados (39,2°C).

Com a chuva que atingiu algumas regiões do Estado, Mato Grosso do Sul saiu da lista das cidades mais secas do país, pois houve aumento na umidade relativa do ar.

inmet
Ranking nacional (Inmet)

Chuva antes do calor

A partir desta quinta-feira (9), há possibilidade de em todas as regiões do Estado. Pode ser registrada chuva de intensidade fraca a moderada e, localmente, podem ocorrer chuvas mais intensas e tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e queda de granizo. As instabilidades atmosféricas podem atingir todo o Estado, mas o destaque é para as regiões sul, central, sudoeste, oeste e nordeste.

Entretanto, a partir do fim de semana, uma terceira onda de calor extremo se aproxima do Estado, conforme o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima). Os valores preocupantes estão previstos de 13 a 20 de novembro, causado por um bloqueio atmosférico, que irá favorecer uma nova onda de calor, com altas temperaturas próximas aos 40°C e 45°C e baixos valores de umidade relativa do ar entre 10 e 30%.

Saiba Mais