Neste domingo (12), nada de descanso para 33.468 estudantes de Mato Grosso do Sul. Ao meio-dia, os portões de 114 locais de provas se fecham para dar início a segunda e última etapa de provas do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) em 2023.

E os participantes vão precisar de bastante concentração, já que as provas terão questões sobre Ciências da Natureza – que engloba química, física e biologia – e a Matemática e suas tecnologias. No último domingo, a avaliação incluiu linguagens e códigos, ciências humanas e redação.

Em 2023, foram 47.472 inscritos no Enem, porém, a primeira prova teve abstenção de 29,5% dos candidatos, que soma 14.004 candidatos faltosos. Dessa forma, são esperados pouco mais de 33 mil pessoas na segunda etapa.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), realizador do Enem, aplicará as provas em 41 municípios sul-mato-grossenses. São 114 locais de prova e 1.629 salas de aplicação. Dos participantes, 57% (27.020) são isentos da taxa de inscrição e 43% (20.450) pagaram.

Mulheres representam 61% dos inscritos

Em MS, as mulheres tomaram conta das inscrições no Enem — equivalem a 61,1% (29.035) das inscrições, enquanto homens representam 38,9% (18.435). Esse número é referente aos dois dias do Enem.

Ao todo, 21.494 (45,3%) já concluíram o ensino médio. Os concluintes deste ano de 2023 são 17.857 (37,6%). Entre os inscritos, 7.836 (16,5%) são estudantes do 1º ou 2º ano, que vão fazer o Enem com o objetivo de testar conhecimentos. Outros 283 (0,6%) também são treineiros, tendo em vista que não cursam nem concluíram o ensino médio.

Modernização da prova

Esta foi a 25ª edição do exame, que pela primeira vez apresentou gráficos e figuras coloridas na prova impressa. A modernização visou facilitar a acessibilidade para as pessoas que são daltônicas ou tenham problemas de visão. O cartão-resposta também foi ampliado para pessoas com alguma deficiência visual.

A prova aborda o cotidiano, e nesta prova uma questão envolvendo Mato Grosso do Sul foi destaque. Primeiro grupo de rap indígena do Brasil, o Brô MC’S, de Dourados.

Formado pelos indígenas Bruno, Charles, Clemerson e Kelvin, na Aldeia Jaguapiru, em Dourados, o Brô MC’s também foi o primeiro grupo de rap indígena a tocar no Rock in Rio, em 2022. Eles ainda ficaram famosos no Brasil por tocarem com astros como Alok e Xamã, e agora a trajetória dos músicos virou tema de uma pergunta do Enem.

Na questão, do caderno de Linguagens do Enem 2023, a história do Brô MC’s é destacada. “Os integrantes conheceram o rap pelo rádio, ouvindo um programa que apresentava cantores e grupos brasileiros desse gênero musical. O Brô MC’s conseguiu influenciar outros a fazerem rap e a lutarem pelas causas indígenas”, diz o enunciado.

O que pode ou não levar no dia da prova?

Antes de fazer a prova do Enem, é essencial verificar os itens necessários para não esquecer de nada. No dia da prova, verifique seus documentos, pois só é permitido entrar na sala de provas com o documento de identificação original com foto.

Não são aceitas cópias (mesmo que autenticadas) ou versões digitais do documento. Caso o seu RG tenha sido roubado, leve o Boletim de Ocorrência no dia da prova.

A caneta preta é o único modelo aceito, precisando ter sido fabricada em material transparente. Apesar de não ser obrigatório nos dias de prova, levar o Cartão de Inscrição impresso facilita a localização da sala de aula.

Bateu a fome, e agora?

Devido à duração da prova do Enem, também é recomendável levar um lanche para se alimentar quando a fome bater, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) autoriza que os candidatos levem alimentos, mas não qualquer tipo de comida.

Os alimentos autorizados são:

  • Chocolate;
  • Suco;
  • Cereal;
  • Hambúrguer;
  • Sanduíche;
  • Refrigerante, mas o material da garrafa deve ser transparente e a mesma não deve possuir rótulo;
  • Salgadinho, desde que esteja separado em uma sacola transparente.

Também é essencial que o candidato leve água para se hidratar durante as 5 horas de provas. No entanto, a garrafa não deve possuir rótulo e deve ser transparente.

Proibidos do Enem

Para evitar transtornos, os candidatos devem se atentar aos objetos proibidos. Por isso, não leve os seguintes itens:

  • Boné;
  • Canetas que não seja de material transparente;
  • Caneta colorida ou azul;
  • Calculadora;
  • Chaves;
  • Computador;
  • Fone de ouvido ou similares.
  • Pendrive;
  • Gravadores;
  • Estilete;
  • Lápis, lapiseira ou similares
  • Livros e anotações;
  • Óculos de sol;
  • Relógio;
  • Tablet.

Apesar do Edital do Enem não trazer nenhuma restrição quanto à vestimenta, a recomendação é utilizar roupas leves e confortáveis e não investir em acessórios muito grandes como brincos e faixas e itens que podem barrar o candidato, como relógios e bonés.

E o celular no Enem?

Conforme o edital, é proibida a utilização de celular dentro do prédio de provas. Caso leve o aparelho, será necessário desligá-lo e solicitar uma embalagem para o fiscal de sala. O aparelho será guardado no recipiente lacrado e precisa ficar embaixo da cadeira.

Moedas, chaves e alarmes de carro também devem ser armazenados no saquinho. Vale destacar que qualquer som emitido durante a prova gera desclassificação do participante.