Família que vive na esquina da rua Pinheiro Machado com a rua Água Funda, no bairro Jardim Noroeste, está perdendo o sono em Campo Grande. Isso porque, na via, há uma cratera de aproximadamente 5 metros de profundidade, que aumenta a cada dia, ameaçando a integridade de residências.

Por isso, moradores temem pela própria segurança e receiam que suas vidas possam estar riscos. É que o terreno de uma casa já começou a ser consumido pela cratera e o de uma empresa está na iminência de ceder.

Agnaldo Oliveira, de 46 anos, é caseiro da empresa que fica ao lado da erosão. “Estou há 3 anos trabalhando aqui. Quando cheguei, esse buraco já estava aí, mas só foi aumentando. Eles [Prefeitura] vêm, jogam só terra, que na primeira chuva vai embora”, lamenta o trabalhador, mencionando o serviço que a Prefeitura realiza para tentar resolver o problema.

“Só que agora a chuva levou tudo de uma vez. E eles só colocam terra, não colocam cascalho. É um serviço mal feito, só colocar a terra não resolve. Está um perigo, se alguém tentar passar na chuva, pode acontecer um acidente. Se continuar assim, daqui a pouco está no muro da empresa. Se não fosse esse pé de bambu, já tinha caído tudo”, afirma Agnaldo.

cratera
Muro de empresa ameaçada pelo buraco – (Foto: Ranziel Oliveira/Midiamax)

Cratera preocupa moradores

Juliano Alexandre, de 21 anos, é morador da região e também critica a qualidade dos reparos. “Conheço esse bairro rua por rua. A gente questiona esse serviço mal feito da Prefeitura. A chuva carrega até pedra, imagina só terra. Esse pedaço era pra ser uma rua, mas não é”, diz ele ao Jornal Midiamax.

O casal Jhonatan Andrade, de 25 anos, e Yessica Flores, de 26, vive a situação mais desoladora. Eles têm três filhos pequenos e moram no bairro há 2 anos. “A gente pretende murar, mas como vamos murar sabendo que vai cair no buraco? Isso aqui era pra ser uma rua onde está esse buraco. A frente do terreno fica pra cá”, relata o marceneiro, cuja marcenaria fica no quintal de casa.

cratera
Cratera é preocupação para moradores – (Foto: Ranziel Oliveira/Midiamax)

Terreno engolido por cratera

Para piorar, cerca de 1,5 metro do terreno do casal já foi engolido pela cratera. “Quando chove aqui, não passa ninguém. Eu estou com medo de levar todo meu terreno. A cada chuva, a cratera está vindo mais e mais pra cá. Por isso, se der outra chuva, vai comer tudo. Só colocaram terra, não adianta”, lamenta o pai.

Jhonatan, inclusive, já pagou mil reais de seu bolso para uma empresa particular aterrar o buraco, mas a primeira chuva levou tudo embora. “Meu medo é porque minhas crianças brincam por aqui. Eu fico desesperada. Queremos murar, mas como?”, diz a esposa do marceneiro.

Procurada pelo Jornal Midiamax para comentar o caso, a Prefeitura Municipal de Campo Grande não se manifestou até a publicação deste texto. O espaço segue aberto.

cratera
Situação está deixando a família desesperada – (Foto: Ranziel Oliveira/Midiamax)

Fala Povo: fale com os jornalistas do Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do Jornal Midiamax!

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.