O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu um alerta para formação de um ciclone extratropical vinda do sul do Brasil, que deve atingir Mato Grosso do Sul e causar geada com mínima de 3°C. A partir desta quarta-feira (12), condições meteorológicas mudam o clima de calor e estiagem dos últimos dias.

O aviso indica que o ciclone acaba intensificando os ventos ao longo do dia sobre grande parte da região sul do país, com rajadas que podem superar os 80 km/h. Na faixa litorânea do Rio Grande do Sul, as rajadas devem ser ainda mais intensas, podendo superar os 110 km/h em alguns pontos.

Atrás desta frente fria, uma intensa massa de ar frio atingirá o país no decorrer da quinta-feira (13). Com isso, as temperaturas terão queda significativa no Estado. A previsão mostra tendência de queda de 10°C a 12°C, comparado a esta quarta-feira, principalmente ao sul.

Na sexta-feira (14), o amanhecer será gelado na Região Sul com formação de geada. Há ainda, possibilidade de geada em pontos do sul de Mato Grosso do Sul. No sábado (15) a condição de geada permanece e avança para outros estados, como Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro, conforme a meteorologista do Inmet, Marcia Seabra.

No sábado (15), as condições para geada se mantêm no Região Sul, extremo sul de Mato Grosso do Sul, com possibilidade de atingir também áreas do sul de São Paulo, Vale do Paraíba, Serra da Mantiqueira, além do sul de Minas Gerais (figura 4b). A atuação do ar frio será rápida e, a partir da tarde de sábado, as temperaturas entrarão em gradativa elevação pelo centro-sul do país.

ciclone
Previsão do nível de geada na sexta-feira e sábado (Inmet)

O que é esse ciclone?

O Ciclone extratropical é um fenômeno meteorológico caracterizado por fortes tempestades e ventos, que faz parte de uma família maior de fenômenos meteorológicos. A previsão indica que na madrugada/manhã de quinta, o ciclone irá se deslocar em direção ao litoral gaúcho e as fortes rajadas de vento irão atingir o sul, a faixa leste e serra do Rio Grande do Sul, além da região serrana, sul e leste de Santa Catarina. “Os ventos podem chegar a 115 km/h, ao leste do Rio Grande do Sul”, explica a meteorologista do Inmet, Marcia Seabra.

Ao longo da quinta, o ciclone avança para alto mar. Com isso, os ventos mais intensos devem se concentrar entre o litoral norte do Rio Grande do Sul até o litoral do Paraná e, ainda, se intensificar sobre o litoral de São Paulo e litoral sul do Rio de Janeiro.

Geada de 3°C

O Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima) explica que depois da passagem as temperaturas baixas serão acentuadas, principalmente ao sul, de 7°C a 9°C e máxima de 23°C, a partir de quinta-feira (13). Nas regiões norte e nordeste, são esperadas mínimas entre 13 e 16°C e máximas podem atingir os 28°C.

Na região oeste do Estado, as temperaturas mínimas ficam entre 12 e 16°C e máximas podem chegar até os 27°C. Em Campo Grande, mínima de 12°C e máxima de até 24°C. Os ventos atuam do quadrante sul com valores de 30 a 50 km/h e localmente podem atingir valores acima de 50 km/h.

As menores temperaturas devem ocorrer na sexta-feira (14) e no sábado (15), com valores entre 5 e 8°C, principalmente na região sul de Mato Grosso do Sul. “Contudo, pode-se esperar valores de temperatura mínima ainda mais baixa, entre 3 e 5°C. Em Campo Grande a temperatura mínima deverá ficar próxima aos 6 e 8°C”, destaca a previsão do Cemtec.