Com peças a partir de R$ 25, procura por roupas de frio faz vendas subirem até 80% no Camelódromo de Campo Grande

Casaco no modelo ‘bobojaco’ tem sido o mais procurado entre as roupas de frio no Camelódromo
| 18/05/2022
- 14:00
Com peças a partir de R$ 25, procura por roupas de frio faz vendas subirem até 80% no Camelódromo de Campo Grande
Jaqueta infantil comercializada no camelódromo de Campo Grande (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

Qual o preço para se agasalhar bem, pagar pouco e superar a estação gélida em Mato Grosso do Sul? No Camelódromo de Campo Grande, peças saem a partir de R$ 25! Tanto é que, segundo os vendedores, a clientela cresceu em até 80%.

A diversidade de modelos é grande e, claro, de preços também. A procura vai desde os simples gorros — mais baratos — aos mais reforçados casacos, com forro e capazes de fazer suportável a onda de frio. Como não faltou cliente e nem opção, o Jornal Midiamax preparou um guia do que se encontra por lá, para a maioria dos bolsos, e o que é tendência no local. Confira a seguir:

O casaco modelo ‘bobojaco’ é a peça mais procurada do momento, segundo o vendedor Yan Felipe, de 18 anos. “Estão procurando mais por ele. É todo impermeável, muito bom para andar de moto e aquece bem. Aqui no Box 25 ele está saindo a partir de R$ 150. E casaco moletom a partir de R$ 130,00”, disse.

MG 2184 min - Com peças a partir de R$ 25, procura por roupas de frio faz vendas subirem até 80% no Camelódromo de Campo Grande
Casaco modelo ‘bobojaco’ na banca 25 (Foto: Leonardo de / Jornal Midiamax)

O aumento também foi significativo para o vendedor Luiz Guilherme, de 23 anos. “Aumentou em 60% por aqui. Está mais frio esse ano”, considerou. Confira as peças em destaque no box 407:

  • Casaco modelo bobojaco a partir de R$180
  • Jaqueta de courino a partir de R$ 160
  • Casaco moletom a partir de R$ 80
  • Calça moletom a partir de R$ 60
  • Touca a partir de R$ 25

Na banca 148, o proprietário Geotram Antônio Dias, de 54 anos, afirma que o movimento já está melhor do que o inverno de 2021 e aguarda com otimismo as vendas para os próximos dias.

“O frio veio mais cedo esse ano. O movimento aumentou em 20% em relação ao ano passado. Para um estado calorento, está muito frio”, disse.

MG 2188 min - Com peças a partir de R$ 25, procura por roupas de frio faz vendas subirem até 80% no Camelódromo de Campo Grande
Jaqueta de courino com forração interna na banca 148 (Foto: Leonardo de França / Jornal Midiamax)

No seu box, a jaqueta de courino com forração interna sai a partir de R$ 140. O conjunto moletom, com duas peças, a partir de R$ 150. O par de luvas por R$ 35. A touca com forração, a partir de R$ 35.

Seção infantil

A proprietária do box 450, Sônia Maria Bandeira, de 65 anos, trabalha somente com roupa infantil e notou um aumento expressivo das vendas em relação a 2021.

“Esse ano está bem melhor do que no ano passado. As crianças não estavam indo pra escola e os pais usavam o que já tinham. Agora, as vendas já aumentaram em 80%”, disse ela.

No seu estabelecimento, o conjunto de moletom infantil sai a partir de R$ 85. A jaqueta infantil por R$ 120. E a touca infantil por R$ 35.

Frio continua nesta quarta

Na última terça-feira (17), Campo Grande atingiu a menor temperatura do ano, com mínima de 7°C e sensação de 2°C. A cidade de Rio Brilhante, a 161 quilômetros de Campo Grande, registrou sensação térmica de -1°C na madrugada desta terça-feira (17) e mínima de 4°C.

De acordo com o meteorologista Natálio Abraão, a região foi atingida pelo fenômeno chamado de 'geada negra', que ocorre quando o intenso resfriamento noturno provoca o congelamento sobre as plantas.

Na quarta-feira (18), a temperatura mínima deve ficar ainda mais baixa, na casa dos 4°C e a temperatura máxima em 14°C.

De acordo com o Climatempo, a forte massa de ar de origem polar que veio com esta frente fria espalha o ar gelado sobre o Sul do Brasil e também sobre São Paulo, Mato Grosso do Sul e sobre o centro-oeste e sul de Mato Grosso.

Na quarta-feira, o ar seco e frio de origem polar terá uma atuação mais intensa entre São Paulo, Minas Gerais, e Mato Grosso do Sul, causando temperaturas muito baixas e geada. O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) emitiu alerta para onda de frio com grau de severidade ‘perigo’, válido até 23h59 de quarta-feira.

Veja também

Consórcio também quer reunião com a Prefeitura para pedir mais dinheiro e manter valor da tarifa

Últimas notícias