Reparo do trecho interditado da Ernesto Geisel vai depender das condições climáticas, diz prefeitura

Placas de concreto cederam durante chuva na última sexta-feira
| 03/02/2022
- 20:09
Placas de contenção do córrego caíram com o volume de chuvas.
Foto: Marcos Ermínio/ Jornal Midiamax

A reparação do trecho interditado na Avenida Ernesto Geisel, em frente ao futuro Centro de Belas Artes, em Campo Grande, vai depender das condições climáticas para acontecer, de acordo com a prefeitura. E as obras devem demorar para acontecer, já que a chuva não está dando trégua na Capital desde a semana passada. 

Segundo o secretário Rudi Fiorese, da (Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos), atualmente está sendo feito a contenção das águas do Córrego Segredo, para que a erosão não aumente e danifique ainda mais a estrutura da Ernesto. 

Estão sendo colocados tubos para proteger as margens da erosão, que levou parte do asfalto, na última sexta-feira (28), junto com as placas de concreto, que quebraram durante a chuva. O trânsito está interditado em meia pista durante as obras. Para moradores da região, obras incansáveis não solucionam e até viram rotina de pesadelo por medo da rua ser ‘engolida’ pela erosão.

Conforme Fioresi, as placas vão para o local já pré-moldadas, ou seja, serão feitas em outro local e posteriormente colocadas às margens do córrego. O valor da reparação ainda não foi orçado. 

Veja também

Para as próximas duas semanas, não há previsão de chuva ou de frio para MS

Últimas notícias