Prefeitura de MS adota Correção de Fluxo nas escolas contra distorções entre idade e ano

Programa Correção de Fluxo vai funcionar, em um primeiro momento, em 12 escolas municipais de Corumbá
| 20/05/2022
- 17:25
Correção de Fluxo será adotado em Corumbá
Correção de Fluxo será adotado em 12 escolas de Corumbá. (Foto: Gisele Ribeiro/PMC)

A Prefeitura de Corumbá –a 419 km de Campo Grande– lançou nesta sexta-feira (20) o programa Correção de Fluxo, que vai funcionar em 12 escolas municipais visando a reduzir os índices de distorção entre idade e ano dos alunos da Rede Municipal de Ensino.

O trabalho havia sido incentivado pelo Governo Federal há 10 anos, sendo descontinuado, mas será adotado agora em um momento necessário, após 2 anos de aulas remotas em decorrência da pandemia de coronavírus. Agora, as atividades escolares voltaram a ser presenciais.

Conforme a assessoria do Paço Municipal, o Correção de Fluxo se vale de um diagnóstico realizado em cada sala de aula das escolas municipais. O prefeito (Podemos) pediu aos professores “que permitam o avanço apenas daqueles que realmente demonstrem a aprendizagem para mantermos a qualidade no ensino”.

O prefeito defendeu a adoção do projeto tanto no Ensino Fundamental como no Médio.

“Depois de dois anos parados, precisamos estar atentos à situação dessas crianças. Este ano estamos trabalhando como se fossem 3 anos”, disse o secretário municipal de Educação, Genilson Canavarro de Abreu.

Correção de Fluxo deveria ser implementado em 2020

Adjunta da Educação, Maria do Carmo Provenzano de Arruda Brum disse que o programa deveria ser implementado ainda em 2020. E lembrou que a iniciativa foi realizada há mais de 10 anos pelo Governo Federal.

“Depois não teve mais o trabalho nesse sentido e a gente sabe em como impacta ter alunos de idades, de tamanhos diferentes dentro de sala de aula. Para um adolescente é muito ruim estar meio a crianças numa sala de aula. Precisamos ter esse olhar individual, olhar cada aluno”, lembrou a adjunta.

Correção de Fluxo funcionará no contraturno em 12 escolas

O programa deve funcionar no contraturno do horário escolar, em um espaço definido. No ambiente externo à escola, uma parceria com a Secretaria Municipal de e Cidadania garante locais adequados para as atividades que irão auxiliar e estimular a continuidade dos estudos, evitando a repetência e o abandono escolar.

Neste ano, 12 escolas municipais de Corumbá entraram no Correção de Fluxo: Almirante Tamandaré, Ângela Maria Pérez, Clio Proença, Cyríaco Félix de Toledo, Caic Padre Ernesto Sassida, Delcídio do Amaral, Fernando de Barros, Cássio Leite de Barros, Izabel Corrêa de Oliveira, José de Souza Damy, Prof. Djalma de Sampaio Brasil e a Escola Municipal Rural Paiolzinho.

Veja também

Trechos serão liberados entre terça e quarta

Últimas notícias