Com a ajuda de padrinhos e madrinhas, a campanha dos Correios está, mais uma vez, fazendo o de milhares de crianças muito mais feliz. Quem ainda não adotou cartinhas, pode acessar o blog da campanha ou se dirigir a uma agência participante e selecionar cartinhas. 

Em Mato Grosso do Sul, o prazo para adoção se encerra amanhã (16). Já a entrega dos presentes pode ser feita até sábado (17), no quiosque do projeto Papai Noel dos Correios, localizado no da av. Afonso Pena. 

Em MS, cerca de 6.500 cartinhas foram apadrinhadas, outras 2.500 esperam por adoção. Muitos pedidos de brinquedos como bolas, bonecas, carrinhos de controle remoto, ou ainda calçados e material escolar já começaram a ser entregues. Vale lembrar que o sucesso da ação só é possível graças à iniciativa das milhares de pessoas que se dispõem a realizar os sonhos dessas crianças que escrevem ao Papai Noel.   

Para participar e ajudar a tirar esses sonhos do papel, basta se dirigir a uma das agências participantes da campanha ou acessar o endereço https://blognoel.correios.com.br para fazer adoção online. No blog da campanha, é possível saber as datas, endereços e horários de funcionamento dos pontos de adoção e entrega de presentes, de acordo com cada Estado. 

A entrega de presentes deverá ser feita presencialmente, nos pontos de entrega indicados no Blog. Os presentes devem ser acondicionados em embalagens reforçadas com o código da carta escrito de forma legível e visível, para que os Correios possam identificar o destinatário correto.

Natal para crianças carentes

Em 33 anos, o Papai Noel dos Correios, com o apoio dos empregados, padrinhos e madrinhas de todo o país, já atendeu mais de 6 milhões de cartinhas.    

A ação começou por iniciativa dos empregados dos Correios que doavam presentes às crianças que escreviam cartinhas endereçadas ao Papai Noel. Com o passar dos anos, a ideia se tornou uma campanha que reúne esforços da empresa e da sociedade na adoção de milhares de cartas com pedidos de crianças em situação de vulnerabilidade social. 

A ação disponibiliza cartas de crianças matriculadas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, independentemente da idade, de escolas públicas, creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos, bem como as cartas enviadas por crianças da sociedade, com até 10 anos de idade.  

Além de estimular o desenvolvimento da habilidade da escrita por meio da redação de cartas manuscritas, dando conhecimento do endereçamento e uso do CEP pelas crianças, a campanha tem conseguido, há três décadas, despertar em toda a sociedade e principalmente entre as crianças, sentimentos como fraternidade e esperança. 

Os Correios agradecem a participação voluntária dos padrinhos e madrinhas que estão tornando o Natal mais alegre para quem muito precisa.