No último dia do verão, Campo Grande registra chuva e temperatura amena

Há também previsão de chuva e queda nas temperaturas ao longo do dia na Capital
| 19/03/2022
- 14:17
Chuva no Centro de Campo Grande
Chuva no Centro de Campo Grande - Foto: Leonardo de França / Midiamax

Este sábado (19) marca o fim do verão para o início do outono. Logo pela manhã de hoje, Campo Grande registrou chuvas leves e moderadas em algumas regiões da cidade. A previsão do tempo para o dia de hoje ainda aponta queda nas temperaturas e instabilidades ao longo do dia, além de chuva de até 50mm.

Segundos dados do (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima), além da frente fria, a convergência de umidade em baixos níveis, a combinação de calor e umidade, o deslocamento de cavados, e um sistema de baixa pressão atmosférica vindo da Argentina com deslocamento para o vão provocar chuvas de intensidade moderada a localmente fortes.

As regiões sudoeste, pantaneira e centro-norte podem ter tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo. São esperados acumulados que podem ficar acima de 50 mm/24h.

[Colocar ALT]
Foto: Leonardo de França / Midiamax

Neste sábado, os termômetros podem registrar temperaturas mínimas 21°C a 24°C e máximas entre 24°C a 32°C.

Os córregos na Capital também ficaram cheios com a chuva. Apesar de não ter registro enchentes até o momento, a quantidade de água impessiona motoristas que passam pela região da Eernesto Geisel. 

Outono em Mato Grosso do Sul

De acordo com o meterologista Natálio Abrahão, a tendência para os primeiros dias do outono, é que as características do verão continuem, com chuvas de final de tarde e calor acima de 30°C. Porém com o passar dos dias, as nuvens diminuem e os dias tendem a ficar mais secos. As temperaturas tendem a registrar grandes amplitudes térmicas, com madrugadas e manhãs mais frias e tardes com sensação de tempo abafado. 

O outono de 2022 terá menos chuva do que o normal em Mato Grosso do Sul. De acordo com os modelos climáticos analisados pelo Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima, há uma tendência de que as chuvas fiquem entre 40% a 50% abaixo da média climatológica para o período. 

 

Veja também

Agora, Estado tem 22 casos suspeitos, 10 confirmados e oito descartado

Últimas notícias