Há poucos dias do encerramento da campanha, apenas 48% foram vacinados contra gripe em MS

Campanha contra a gripe havia sido prorrogada para aumentar nível de imunizados no Estado
| 17/06/2022
- 15:40
sala salas vacina
(Foto: Nathalia Alcântara/Midiamax)

A campanha de vacinação contra a gripe encerra na próxima sexta-feira (24), entretanto a SES (Secretaria Estadual de Saúde) reforçou o apelo alertando que apenas 48,2% dos de Mato Grosso do Sul se vacinaram. O índice é considerado baixo por especialistas e comparado ao mesmo período do ano anterior.

Conforme a secretaria, a meta é imunizar contra influenza pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários, formados por crianças, gestantes, idosos, indígenas, professores, puérperas e trabalhadores da saúde. Entretanto, a procura tem sido baixa em todos eles, apontam dados da SES. Entre as crianças, a cobertura vacinal registrada até o momento é de 39,1%. Entre as gestantes, 31,9%. Já o grupo formado pelas puérperas tem cobertura vacinal de 33,3%.

Dentro do público-alvo trabalhadores da área da saúde foram os que mais se imunizaram, sendo 58,2%, em seguida estão os povos indígenas (56,7%) e idosos (50,9%). Já o grupo dos professores tem cobertura vacinal de 47,1%. Mesmo assim, os índices são considerados baixos para todos os grupos.

Quanto aos dados municipais, das 79 cidades, apenas quatro atingiram ou superaram a meta de cobertura vacinal: Aral Moreira (112%), Santa Rita do Pardo (100,9%), Novo Horizonte do Sul (98,1%) e Sete Quedas (90,5%).

Na outra ponta do ranking da vacina, os municípios com menor eficiência na campanha são Corguinho (16%), Água Clara (27,1%), Ponta Porã (28,7%), Ribas do Rio Pardo (35%) e Rio Brilhante (37,4%). Campo Grande tem cobertura de 37,7%, Dourados de 38,3% e Três Lagoas de 55,1%.

Baixa procura pela imunização contra gripe

A baixa adesão da população e a proximidade do início do inverno fizeram o prorrogar o fim da campanha de 3 para 24 de junho. Entretanto, mesmo com prazo maior, os grupos prioritários não têm comparecido às unidades de saúde em busca da vacina.

“Nós precisamos que a população se vacine, principalmente, que os idosos procurem as unidades de saúde para se imunizar. Neste ano, o frio chegou mais cedo ao Estado e é importante que todos os públicos estejam protegidos. Nós pedimos também para que os pais levem as crianças para se vacinar, menores de cinco anos, tanto para Influenza quanto o Sarampo. Protejam o que nós temos de mais precioso que são as nossas crianças”, disse o secretário da SES, Flávio Britto.

Em Mato grosso do Sul, cada município é responsável por desenvolver a própria estratégia de imunização, explica a SES. O Estado recebeu do Ministério da Saúde, 304 mil doses de vacina contra a influenza, que foram repassadas às 79 prefeituras.

(Com informações da assessoria de imprensa)

Veja também

Candidatos ainda receberão certificado e auxílio alimentação e transporte de R$ 640

Últimas notícias