Escola sustentável: unidade de Campo Grande recebe equipamentos de economia de energia

Sistemas de iluminação, condicionamento de ar e refrigeração devem refletir na economia sustentável
| 07/07/2022
- 10:16
escola sustentável
Horta manuseada por alunos. (Foto: Divulgação/Semed)

A Escola Municipal Antônio José Paniago, no Jardim Itamaracá, em Campo Grande, está participando do projeto de conscientização ambiental e de sustentabilidade, em parceria com a . A unidade receberá 183 projetores e lâmpadas de alta eficiência, onze equipamentos de ar condicionado e oito novos refrigeradores, substituindo os antigos aparelhos. O investimento é de R$ 125 mil.

A adesão da unidade foi formalizada com a secretária Municipal de Educação Alelis Izabel de Oliveira Gomes, a diretora da escola Maria Lúcia de Fátima de Oliveira, e o diretor-técnico e comercial da Energisa Paulo Roberto dos Santos. De acordo com o cronograma do projeto, as ações serão iniciadas na primeira quinzena de agosto e concluídas até setembro de 2022.

O projeto de eficiência energética foi implantado para ser espelho de multiplicador de cuidados aos meio ambiente, de conscientização dos alunos, funcionários e de familiares. “Escola é um território onde passam muitas pessoas, e dentro desse coletivo isso atinge muitas outras famílias. Essa parceria só vem para nos ajudar, melhorando o ensino e aprendizagem, já que o ambiente também fica mais agradável para o aluno se dedicar”, disse Alelis.

As mudanças vão ajudar a atender melhor os 1,2 mil alunos matriculados na escola, além dos professores e funcionários. “Quando a parte de iluminação e ar condicionado melhoram, o clima de trabalho e a produtividade também tem benefícios. Tudo isso que vem de novo, só fortalece e valoriza esse espaço, que é tão pertinente para a comunidade”, afirmou a diretora Maria Lúcia.

 “Levamos um serviço de qualidade para um ambiente que precisa de iluminação e ventilação apropriadas e, naturalmente, vai ajudar no bem-estar dos alunos, que são o futuro do nosso planeta”, disse o diretor da Energisa, Paulo.

escola sustentável
Alunos da unidade municipal. (Foto: Divulgação/Semed)

Atualmente, a escola já colabora com a educação ambiental, como captação de água de chuva e do uso racional para utilização nas dependências da escola e, no ano passado, incrementou a ideia de sustentabilidade. A unidade incorporou para as crianças o ensino sobre a destinação adequadas dos resíduos sólidos recicláveis, a reutilização da água da chuva, horta na escola, reaproveitamento dos alimentos e eficiência energética, por meio do “Projeto Escola Sustentável”.

Outro idealizador é a Escola Sustentável, que destina, de maneira adequada, os resíduos recicláveis, reaproveitamento dos alimentos, eficácia energética, além da reutilização da água da chuva captada na horta escolar. O objetivo do projeto, realizado com alunos dos anos iniciais e finais do ensino fundamental, é desenvolver ações de sustentabilidade com os estudantes e colocar em prática os conhecimentos teóricos adquiridos. O projeto incentiva os alunos a serem protagonistas, autores de todas as atividades desenvolvidas na escola, desde o plantio e cuidado com a horta escolar e composteira, dos resíduos, acompanhamento do gasto energético e reuso da água.

Ainda segundo a Semed, a ação do projeto ambiental atende toda a comunidade e disponibiliza na escola um local de coleta voluntária para descarte de resíduos recicláveis. A população pode descartar no local produtos como óleo usado, pilhas, baterias e lixo eletrônicos. Esses materiais são entregues às cooperativas e empresas de reciclagem para destinação adequada.

Outro projeto em funcionamento é a utilização dos alimentos produzidos na merenda escolar e assim a manutenção da composteira para fazer adubo e manter a horta em funcionamento. O óleo usado entregue pelos alunos também serve para a fabricação de sabão de álcool pelas funcionárias da limpeza e posteriormente utilizado no ambiente escolar. A água da chuva captada pelas cisternas instaladas na escola serve para lavar o pátio escolar, ginásio e janelas da sala de aula.

(Com informações da assessoria de imprensa)

Veja também

A prefeitura retoma recapeamento na área central nesta sexta-feira (19), em Campo Grande. As equipes...

Últimas notícias