Com 90 mil doses, Campo Grande amplia vacinação da gripe para toda população nesta 2ª

Na sexta-feira (24), encerrou a campanha de vacinação contra gripe com 38,34% do total da população imunizada
| 27/06/2022
- 08:30
Com 90 mil doses, Campo Grande amplia vacinação da gripe para toda população nesta 2ª
Interessados podem procurar diretamente as unidades de Saúde (Foto: Midiamax/Arquivo)

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde de Campo Grande) ampliou a partir desta segunda-feira (27) a vacinação contra a gripe para toda a população acima de 6 meses. São mais de 90 mil doses disponíveis nos postos de saúde de Campo Grande.

A vacina está disponível em todas as 72 unidades de saúde da cidade e pode ser aplicada juntamente com outros imunizantes, como o da Covid-19, por exemplo. 

“Somente neste ano tivemos 37 óbitos por Influenza, e uma cobertura dessa é extremamente preocupante, porque a vacina protege justamente contra os vírus que estão circulando e quanto menos pessoas protegidas, maiores os riscos de desenvolverem formas graves da doença”, lamenta o secretário municipal de saúde, José Mauro Filho. 

Ele ainda lembra que a vacina protege contra três vírus da gripe, o H1N1, Influenza B e H3N2, sendo este último responsável pelo surto atípico que o município viveu no início do ano. O titular da pasta reforça que na época de baixas temperaturas, as chances de ficar gripado são ainda maiores. 

A liberação foi dada pelo Ministério da Saúde desde o último sábado (25), quando os estados e municípios puderam ampliar a campanha contra a gripe para toda a população a partir de 6 meses de vida, enquanto durarem os estoques da vacina contra a influenza. Segundo o ministério, a ideia é que a ampliação na vacinação evite casos de complicações decorrentes da doença e impeça eventuais mortes e uma possível “pressão sobre o sistema de saúde”.

A campanha nacional de imunização contra a influenza começou no dia 4 de abril. O Ministério da Saúde já distribuiu para estados e o as 80 milhões de doses contratadas para imunizar a população brasileira. Até o momento, a mobilização contra a doença atingiu 53,5% de cobertura vacinal.

Campanha da gripe encerrou na sexta

Na sexta-feira (24), encerrou a campanha de vacinação contra gripe (influenza) voltada a grupos prioritários em Campo Grande. O encerramento já havia sido prorrogado no início do mês pelo Ministério da Saúde após constatação de baixa adesão por parte da população.

Mesmo com a prorrogação, no entanto, as metas de imunização contra a gripe continuaram abaixo das expectativas. Dados parciais apresentados na sexta ao apontam que, entre os públicos prioritários, foram vacinados apenas 38,34% do total, que representa 108.011 pessoas entre 281.732 que poderiam procurar os pontos de vacinação. Os dados refletem tanto a imunização oferecida pelo SUS como doses válidas aplicadas pela rede particular. A meta estabelecida pelo Ministério é de 90%.

Captura de Tela 2022 06 24 a%CC%80s 11.05.26 1 - Com 90 mil doses, Campo Grande amplia vacinação da gripe para toda população nesta 2ª
Tabela traz índices de vacinação da gripe até a manhã da sexta-feira (24) | Sesau | Divulgação

Dentre os grupos, o maior índice de vacinação está entre trabalhadores de saúde, com 52,81% de imunização, até esta manhã. Na sequência, vêm professores de ensino básico e superior, com 40,77%. Os menores índices estão entre pessoas com deficiência permanente (1,32%) e forças armadas (5,55%). A pasta alerta, no entanto, que os índices podem mudar até o fim desta sexta-feira.

A Sesau destaca que, somente em 2022, foram registradas 37 mortes por H3N2, a maioria ocorrida no mês de janeiro, após um surto atípico do vírus no entre o final de 2021 e o início deste ano. Daí a importância de se vacinar, já que o imunizante disponibilizado gratuitamente no SUS (Sistema Único de Saúde) protege contra três dos principais vírus circulantes — H1N1, H2N3 e Influenza B.

“A vacina da gripe que está sendo aplicada nesta campanha já está atualizada e previne justamente contra esta cepa do vírus circulante. Quando a população deixa de se vacinar, facilita a circulação do vírus naquele território, e foi exatamente o que aconteceu entre dezembro do ano passado e janeiro deste ano, quando foram registrados a maior parte destes óbitos”, destacou neste mês o titular da Sesau, José Mauro Filho.

Veja também

A PMA (Polícia Militar Ambiental) de Naviraí apreendeu uma arara (maracanã) abandonada por caminhoneiro devido...

Últimas notícias