Campo Grande e Consórcio Guaicurus marcam nova reunião para discutir repasses milionários nesta quarta

Encontro vai discutir aumento de repasse para empresas de ônibus, que pedem R$ 5 milhões
| 28/06/2022
- 18:22
MS Consórcio Guaicurus
Nesta semana, foi realizada audiência da ação que pode anular o contrato com o Consórcio Guaicurus. (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax) - (Foto: Henrique Arakaki/Midiamax)

Consórcio Guaicurus e Prefeitura de Campo Grande devem se reunir na manhã desta quarta-feira (28) para discutir aumento do repasse mensal concedido pelo Município ao conglomerado de empresas. Também será discutido possível no valor do passe de ônibus para R$ 6,16.

O encontro ocorre após o Governo Estadual definir o repasse de R$ 1,1 milhão para o Município, que seguirá subsidiando a gratuidade do passe do estudante dos alunos da REE (Rede Estadual de Ensino). Vale lembrar que o repasse é condicionado ao não aumento da passagem até dezembro.

A prefeitura Adriane Lopes (Patriota) se reuniu com o governador Reinaldo Azambuja (PSDB). Ficou acordado que o Estado realizará o repasse de aproximadamente R$ 1.114.000,00 por mês, até dezembro, para custear o passe de cerca de 200 mil alunos estudando em escolas estaduais.

Atualmente, Campo Grande já repassa R$ 1 milhão mensal ao Consórcio Guaicurus, além de ter ‘perdoado’, no início deste ano, R$ 2,7 milhões referente ao ISS (Imposto Sobre Serviços) referente a todo o ano de 2021. Somado aos valores oferecidos pelo Estado, o grupo empresarial receberia mais de R$ 2 milhões mensais, além do valor pago das passagens.

De acordo com o advogado do Consórcio Guaicurus, André Borges, é necessário um repasse de R$ 5 milhões para sanar os déficits financeiros da empresa, outra solução seria o aumento da tarifa técnica para R$ 6,16. Segundo Borges, o conglomerado busca ouvir soluções por parte da prefeitura para que o alegado problema financeiro da empresa seja resolvido.

Acordo entre Município e Estado sobre repasse ao Consórcio Guaicurus é fechado em meio a ressalvas

Ficou pactuado que o Governo do Estado repassará R$ 1,1 milhão para o Município, para subsidiar a gratuidade do passe do estudante dos alunos da rede estadual de Campo Grande. No entanto, a condição para o aporte é que o Consórcio Guaicurus congele o da passagem até o final do ano.

O Consórcio Guaicurus, que alega déficit de R$ 5 milhões, participará de nova reunião com a prefeita nesta quarta-feira (29). ”Estamos há mais de um mês buscando mecanismo para diminuir a crise no transporte público. Estamos saindo [da reunião] muito gratos, o governador tem se posicionado a favor da possibilidade desse aporte. É uma parceria, o Estado não está sendo obrigado”, disse Adriane.

O governador Reinaldo Azambuja, disse que o acordo é para buscar uma solução para o problema apresentado pela empresa detentora do transporte e que o repasse só será assinado se garantirem o mesmo preço da passagem até o final do ano.

“É possível? É. Mas preciso de garantia de que não vão aumentar a tarifa. [O repasse de R$ 1,1 milhão] não é uma obrigatoriedade, foi um pacto para buscar uma solução”, disse o governador. Caso o Consórcio concorde, o termo deve ser assinado até a quinta-feira (30).

Veja também

Prefeitura de Três Lagoas realiza campanha de imunização contra a Covid e Influenza e de multivacinação em todas as unidades nesta sexta-feira

Últimas notícias