Poucos minutos após a SES (Secretaria de Estado de Saúde) confirmar o óbito de uma paciente de 71 anos como a primeira vítima de em , a acrescentou mais uma vítima à lista, uma idosa de 63 anos.

Segundo a Sesau, a vítima estava internada desde o dia 28 de março no Miguel Couto, da Unimed, na Capital. O óbito foi registrado às 5h40 desta segunda-feira (13). Segundo a nota da Sesau, a idosa era paciente oncológica e fazia tratamento de um câncer de mama.

Sobre a primeira vítima, a idosa de 71 anos que estava internada no HRMS (Hospital Regional de MS), a Sesau pontuou que se tratava de uma paciente crônica em tratamento de infecção urinária. Antes de ser transferida, ela deu entrada no sábado (11), no CRS (Centro Regional de Saúde) Tiradentes, queixando-se se dificuldade de respirar. Há 12 dias teria relatado falta de apetite e febre.

Até a manhã desta segunda, Campo Grande registrou 54 casos confirmados e 32 suspeitos de Covid-19. Nove pacientes ainda encontram-se internados em unidades hospitalares, sendo cinco em UTIs, 3 na enfermaria e 1 em unidade semi-intensiva. Sete estão em isolamento domiciliar e 38 pacientes cumpriram o período de quarentena e estão sem sintomas.

Vale lembrar que, com os dois registros anunciados nesta segunda-feira, o número total de óbitos em MS chega a 4: a primeira vítima foi uma mulher de 64 anos, residente do município de Batayporã, que estava internada em um hospital particular em Dourados. A segunda vítima também era de Batayporã, de 66 anos e faleceu no dia 06 de abril.