Cotidiano

Guia rápido: Como não passar vergonha e nem ser infectado em filas durante a pandemia

Em tempos de pandemia, uma ida ao supermercado, casa lotérica, banco ou até ao comércio tem imposto uma série de desafios aos sul-mato-grossenses. Uma das principais reclamações de quem precisa deixar o isolamento social, nem que seja por poucas horas, é o comportamento de muita gente nas filas. Afinal, qual a maneira mais assertiva de […]

Aliny Mary Dias Publicado em 09/04/2020, às 14h48 - Atualizado em 10/04/2020, às 07h26

Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax)
Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax) - Foto: Leonardo de França | Jornal Midiamax)

Em tempos de pandemia, uma ida ao supermercado, casa lotérica, banco ou até ao comércio tem imposto uma série de desafios aos sul-mato-grossenses. Uma das principais reclamações de quem precisa deixar o isolamento social, nem que seja por poucas horas, é o comportamento de muita gente nas filas. Afinal, qual a maneira mais assertiva de se portar em uma situação dessas? O Jornal Midiamax preparou um guia para você não passar vergonha e não levar o vírus pra casa.

Escolha horários com menos movimento

Se a saída de casa não puder ser adiada, como é o caso de uma ida a farmácia ou ao supermercado, a primeira dica é escolher horários de menos movimento. Como muita gente tem ficado em casa, esses compromissos podem ser feitos em horários mais flexíveis do que na rotina habitual.

Fazendo uma busca no Google pelo nome do estabelecimento, você pode encontrar na ficha do local um gráfico com o fluxo de clientes. Dessa forma, você pode escolher horários menos movimentados. Atenção: Esse recurso está disponível para estabelecimentos maiores, se você não encontrar essa informação na ficha do local que pretende ir, uma boa ideia é ligar no estabelecimento, ou por meio das redes sociais, e se informar com funcionários sobre o movimento.

Guia rápido: Como não passar vergonha e nem ser infectado em filas durante a pandemia
Foto: Reprodução

Proteção sempre

Decidiu sair mesmo? Então agora é a hora de se proteger o máximo possível. O uso de máscaras de tecido já foi recomendado pelo Ministério da Saúde para todos os brasileiros, mesmo aqueles que não apresentam sintomas do novo coronavírus. Além das máscaras, se o seu destino foi um supermercado, por exemplo, não deixe de levar consigo uma pequena quantidade de álcool em gel para higienizar a barra dos carrinhos.

Roupas de manga comprida e cabelos presos também são estratégias que têm sido utilizadas por quem vive em grandes centros com muitos casos da doença. Pelo sim, pelo não, fica a dica.

Proteja-se: tutorial de máscaras protetoras de tecido fáceis de fazer em casa
Foto: Reprodução

Hora da fila

Chegou a hora da temida fila. Pois é, agora é que você deve mostrar toda a civilidade que aprendeu durante as últimas semanas em que a gente acorda e dorme pensando no vírus. Primeiro, dependendo do estabelecimento em que você está, a dica principal é olhar para o chão e procurar marcas que sinalizam a distância mínima entre as pessoas. Em Campo Grande, a prefeitura tem orientado distância de 1,5 metro nas filas.

Em supermercados, por exemplo, as marcas têm sido feitas com fitas adesivas coloridas, dessa forma, você pode se posicionar atrás das marcas. Em caso de não haver qualquer marcação no chão, uma maneira eficiente de medir um espaço seguro entre você e a pessoa que estiver a sua frente é utilizar o braço esticado. Como a gente fazia em filas indianas na escola. Assim, você garante um espaço e no mínimo 1 metro em relação a pessoa da frente.

Guia rápido: Como não passar vergonha e nem ser infectado em filas durante a pandemia
Foto: Reprodução

Sem conversa e com bons modos

Agora que você já está aguardando em uma distância segura na fila, as boas maneiras em tempos de pandemia são mais que bem-vindas. Se por acaso você estiver sem máscara, evite conversas paralelas e em caso de tosse ou espirros, cubra o rosco com o antebraço, dessa forma suas mãos não ficam sujas com gotículas de saliva e evita contaminação.

Mesmo que você esteja de máscara, segundo o que orienta o Ministério da Saúde, também é importante usar o antebraço ao espirrar ou tossir. Se precisar retirar a máscara em algum momento, nunca toque pela frente da peça, apenas no elástico que a fixa atrás das orelhas.

Guia rápido: Como não passar vergonha e nem ser infectado em filas durante a pandemia
Foto: Reprodução

Cuidado ao chamar atenção

Em momentos em que os nervos de muita gente estão à flor da pele, qualquer chamada de atenção a respeito do comportamento de alguém em uma fila pode ser o estopim para discussões, que podem não acabar bem.

Mesmo que você esteja revoltado com a postura de outra pessoa na fila, seja por falar perto demais, por tossir sem cobrir a boca ou então por não respeitar o distanciamento, a dica principal é tentar mostrar para essa pessoa que a atitude dela não é a mais indicada nesse momento, da forma mais gentil possível.

Foto: Reprodução

Por fim, se você prefere não seguir todas essas ‘regras’ ao sair de casa na pandemia e prefere a segurança do seu lar, já pensou em procurar alternativas delivery do serviço que precisa? Nesse momento de crise, do pãozinho francês ao banho do pet, muita coisa é possível fazer à distância, sem necessidade de sair de casa. Aproveite e usufrua desse tipo de serviço.

Jornal Midiamax