Hemosul alerta para estoque baixo e pede doações de sangue durante o frio

O Hemosul de Campo Grande está com estoque de sangue baixo e faz alerta para pedir novas doações. Segundo a entidade, durante o período de frio as contribuições costumam ter uma queda. Para tentar reduzir essa diminuição, o Hemosul tem feito campanhas, como o Junho Vermelho, que tem como objetivo estimular que doadores já cadastrados […]
| 28/06/2019
- 12:03
(Edemir Rodrigues/Subcom)
(Edemir Rodrigues/Subcom) - (Edemir Rodrigues/Subcom)

O de Campo Grande está com estoque de sangue baixo e faz alerta para pedir novas doações. Segundo a entidade, durante o período de frio as contribuições costumam ter uma queda.

Para tentar reduzir essa diminuição, o Hemosul tem feito campanhas, como o Junho Vermelho, que tem como objetivo estimular que doadores já cadastrados façam doações em meses mais frios, incentivar que mais pessoas se cadastrem, fazendo com que alcance o maior número de pessoas.

Para incentivar as doações, o Hemosul oferecerá lanches especiais para os doadores do Hemosul localizado na avenida Fernando Corrêa da Costa, em Campo Grande. Conforme a entidade, as doações que não forem efetivadas ainda assim receberão o lanche. No Hospital Regional da Capital, de Dourados e de Ponta Porã o doador também receberá o incentivo.

Quem pode doar

Os doadores precisam ter entre 16 e 69 anos, 55 kg ou mais. No caso de doadores menores de idade o Hemosul pede que eles estejam acompanhados dos pais ou responsável legal. Caso o adolescente de idade seja emancipado poderá ir doar sozinho, levando documento de emancipação. A primeira doação somente pode ser feita até 60 anos. Acima desta idade, apenas para quem já é doador de sangue.

Os homens podem doar até quatro vezes ao ano, com um intervalo mínimo de dois meses. Já as mulheres podem até três vezes, com intervalo de três meses.

Veja também

A Prefeitura de Campo Grande abriu 77 vagas para assistente educacional inclusivo da Reme (Rede...

Últimas notícias