Organização espera 40 mil pessoas marchando contra reformas do Governo na sexta-feira

Fechamento de rodovias não foi descartado 
| 25/04/2017
- 00:32
Organização espera 40 mil pessoas marchando contra reformas do Governo na sexta-feira

Fechamento de rodovias não foi descartado 

A diretoria do Fórum Estadual Contra a e , propostas apresentadas pelo Governo Federal, esperam que pelo menos 40 mil sul-mato-grossenses participem da greve geral contra as reformas, marcada para esta sexta-feira (28). Além de Campo Grandes, ações estão previstas em Dourados, Corumbá, Três Lagoas e Ponta Porã.

Na noite desta segunda-feira (24), assembleia vai deliberar as ações que serão tomadas no protesto, porém, Estevão Rocha, um dos coordenadores do Comitê afirma que, além de passeata, fechamento de rodovias e de pontos comerciais devem acontecer. “Existe todo um pique de mobilização, fechamento de rodovia. Estamos conversando com empresários para que fechem as portas e muitos estão aderindo”, explica.

Em Campo Grande, o público esperado é de no mínimo 5 mil pessoas. A partir das 9 horas de sexta-feira, concentração está marcada nas praças Ari Coelho e Rádio Clube Campo. Às 10 horas, os participantes seguirão em passeata.

Estevão conta que somente na organização do Comitê Estadual contra as reformas estão envolvidas 80 entidades. Quando somado aos apoiadores, o número sobe para cerca de 200 entidades envolvidas na mobilização.

“Querer alterar direitos trabalhistas conquistados machucou muito. Não vamos ficar parados diante disso”, afirma Estevão.

Veja também

Resultado também divulga pontuação de inscritos e recursos deferidos

Últimas notícias