Sem coleta e energia, catadores improvisam para trabalhar no aterro

Solurb está sem dinheiro para pagar fornecedores de combustíveis e energia
| 20/10/2015
- 22:22
Sem coleta e energia, catadores improvisam para trabalhar no aterro

Solurb está sem dinheiro para pagar fornecedores de combustíveis e energia

A empresa que administra a em Campo Grande está com o serviço paralisado desde a última quinta-feira (14) por falta de dinheiro para pagar os fornecedores de combustíveis, e agora, o aterro oficial, que fica no Dom Antônio Barbosa e a sede da empresa estão sem energia. Quem trabalha com recicláveis está separando os materiais que chegam na entrada do de forma improvisada.

Os caminhões que fazem a coleta do lixo hospitalar estão trabalhando normalmente. Segundo um dos funcionários, que não quis se identificar, eles chegam com o lixo na entrada do aterro e no local as pessoas que trabalham com recicláveis fazem a separação. “O caminhão segue para a UTR (Unidade de Triagem de Resíduos), onde é pesado e só então volta para despejar o lixo no lixão”, explica ele.

A máquina que faz a pesagem dos materiais que chegam não está funcionando devido a falta de energia, por isso, a pesagem é feita na UTR.

Segundo o trabalhador Welington Vicente, de 21 anos, “o jeito é separar aqui na frente mesmo. Não estão deixando a gente entrar”.

Um outro funcionário da Solurb, que não quis se identificar, disse que a maioria dos funcionários “estão indo na empresa apenas bater o cartão. Poucos estão trabalhando, apenas quem faz serviço de coleta hospitalar”. Ele comentou que um caminhão da empresa atolou no aterro e eles estavam aguardando desde às 13h para a retirada do caminhão, que estava sendo guinchado por uma esteira.

Os funcionários estão preocupados com o futuro da empresa. “Estamos com medo do que vai ser daqui pra frente. Esse mês recebemos os salários, mas e o mês que vem? E se formos demitidos?”, disse preocupado o funcionário.

Na UTR, administrada pela Prefeitura da Capital, há energia e o serviço está normal. 

Veja também

São 126 vagas para níveis médio e superior, com salários de até R$ 4,4 mil

Últimas notícias