Prefeitura entra com ação, mas médicos mantêm greve

Sem acordo categoria entra em greve
| 06/05/2015
- 14:32
Prefeitura entra com ação, mas médicos mantêm greve

Sem acordo categoria entra em greve

Dos 1.400 médicos da rede municipal de saúde, apenas 30% vão trabalhar nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e CRS ( Centro Regional de Saúde), nesta quarta-feira (6), num total de 420 médicos.

 De acordo com a assessoria de imprensa do Sinmed/MS (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Sul), mesmo com a ação judicial da Prefeitura a greve será mantida, já que não houve nenhuma notificação oficial.

Segundo o sindicato depois de negociações com o executivo municipal, a categoria foi informada de que não haveria reajuste salarial e tão pouco nos plantões. O salário inicial dos médicos é de R$ 2.580, e com os adicionais e plantões o salário sobe para R$ 6 mil.

A proposta da categoria é de R$ 11.675 para 20 horas de trabalho o que preconiza a Fenam (Federação Nacional dos Médicos).

Veja também

Um dia depois de atingir o menor nível em oito semanas, o dólar subiu, influenciado...

Últimas notícias