Diagnosticada com zika descobriu a gestação ao tratar sintomas da doença

Jovem é a primeira diagnosticada com o vírus em MS
| 30/12/2015
- 21:47
Diagnosticada com zika descobriu a gestação ao tratar sintomas da doença

Jovem é a primeira diagnosticada com o vírus em MS

A jovem de 21 anos, que foi a primeira paciente diagnostica com vírus em Mato Grosso do Sul, descobriu a gestação enquanto passava pelos primeiros atendimentos na Unidade de Saúde de Anhanduí, para tratar os sintomas da doença. A informação do governo do Estado não deixa claro se a gestante é ou não moradora do distrito, pois segundo a assessoria, o poder público está tomando cuidado em não dar detalhes que identifiquem a paciente.

Segundo a SES (Secretaria de Saúde do Estado) a paciente foi atendida no dia 1º de dezembro, com dor de cabeça, vermelhidão nos olhos, mal estar e manchas vermelhas na pele, mas não tinha febre. Após ser medicada, ela foi liberada e já está em casa.

O zika vírus está diretamente relacionado ao nascimento de bebês com , e pelos menos 2.975 casos estão sendo investigados em todo o Brasil. No Estado, três crianças, duas de Dourados e uma de Bela Vista, nasceram com a síndrome. A relação com o vírus ainda não foi confirmada.

É importante destacar que apesar do número de nascimentos de crianças com microcefalia ter aumento em 18 vezes de 2014 para 2015, o vírus não condiciona a doença, ou seja, não há certezas de que o bebê vai desenvolver a síndrome só porque a gestante contraiu o vírus durante a gravidez, assim como o zika não é o único causador da microcefalia. Doenças como sífilis, rubéola, varicela, toxoplasmose e também o uso de álcool e drogas durante a gestação podem fazer com o que o feto desenvolva a síndrome.

Mas também é importante destacar que o risco maior é justamente durante o primeiro trimestre da gestação, quando o sistema nervoso central do feto ainda está se formando.

Os exames que confirmam o presença do vírus no organismo estão sendo feitos nos Estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba, Sergipe e Ceará, em 11 laboratórios públicos e cinco unidades referência no Brasil, por isso a demora no diagnostico, visto que a demanda tem sido muito elevada.

Veja também

A Prefeitura de Corumbá, a 417 quilômetros de Campo Grande, abriu participação dos moradores para...

Últimas notícias