Bolão que fez 14 milionários é mania entre apostadores de Campo Grande

Prêmio desta quarta-feira contemplou 14 campo-grandenses
| 22/05/2015
- 00:16
Bolão que fez 14 milionários é mania entre apostadores de Campo Grande

Prêmio desta quarta-feira contemplou 14 campo-grandenses

A premiação para os novos 14 campo-grandenses milionários que acertaram as dezenas do Concurso 1.706 da , sorteada na noite desta quarta-feira (20), pela Caixa Econômica Federal, destacou a conhecida prática de apostas em conjunto: os bolões.

Os ganhadores da Capital, por exemplo, compraram um bolão na lotérica Quina da Sorte, localizada no Centro de Campo Grande, e vão ratear o prêmio de quase R$ 30 milhões. A previsão é que cada um leve a bolada de aproximadamente R$ 2 milhões.

Estes jogos em grupo, formado por amigos ou parentes, são responsáveis por 30% do faturamento das casas lotéricas, conforme diz o presidente do Sinal-MS (Sindicato dos Agentes Lotéricos), Ricardo Amado Costa. O bolão caiu no gosto popular e, segundo Ricardo, aumenta sim as chances de ganhar. 

“O produto caiu no gosto popular. A Caixa regulamentou a aposta e hoje os bolões são autorizados pelo Ministério da Fazenda, são seguros. No próprio terminal da casa lotérica o apostador recebe as cotas”, resumiu Ricardo.

Conforme a Caixa, todas as cotas participantes de um bolão terão exatamente o mesmo valor e a mesma probabilidade de acerto.

Quando o bolão é organizado pela casa lotérica, existe uma taxa de serviço, onde se cobra um percentual de até 35% como tarifa de administração. Mas, de acordo com a CEF, a cobrança não é realizada em casos de bolões realizados diretamente pelo apostador. A aposta em grupo também só é válida nos jogos da Mega-Sena, Quina, Dupla Sena, Loteca e Lotofácil.

Em Mato Grosso do Sul hoje são aproximadamente 170 lotéricas, sendo 54 somente em Campo Grande.

“Fezinha”

Aos 80 anos o aposentado Nailo Theodoro não deixa de fazer sua aposta. Duas vezes por semana, às quartas-feiras e sábados, ele vai à lotérica garantir a ‘fezinha’.

Questionado sobre o prêmio dos campo-grandenses, ele conta que até perdeu o sono depois de ver o sorteio. Ontem mesmo ele investiu cerca de R$ 70 no prêmio da mega, tanto em bilhetes individuais como em bolões.

“Eu não fiquei triste por não ter sido um deles, mas fiquei feliz por ser alguém da nossa cidade”, conta. Se ele tivesse levado a bolada de quase R$ 30 milhões o dinheiro seria dividido entre os filhos, netos, genros e noras, ou seja, para toda a família de Nailo. O aposentado afirma que para ele mesmo separaria R$ 3 milhões. “Também ajudaria no asilo dos velhos, eu gosto de jogar, sempre vou a Ponta Porã para ir ao cassino”, conta o experiente apostador.

Enquanto Nailo está contente pelo prêmio ter saído para os moradores da cidade, a recepcionista Tatiana Garcia, de 32 anos, lamenta não ter jogado.

“Com certeza estou arrependida, o prêmio saiu para Campo Grande e eu não joguei”, observou.

Quem são os novos milionários de Campo Grande?

A assessoria da Caixa Econômica Federal ainda não sabe quem são os 14 ganhadores do prêmio milionário em Campo Grande. As dezenas sorteadas ontem em Osasco, São Paulo, foram: 12 – 31 – 34 – 36 – 48 – 56. Com o comprovante da aposta em mãos, eles podem retirar o prêmio em qualquer lotérica do Brasil.

Em 2014 um apostador da Capital acertou as seis dezenas e levou a bolada de R$ 28.473.749,18 do Concurso 1.639, realizado em 27 de agosto. O Estado também fez um ganhador, no dia 17 de abril do mesmo ano, na cidade de Figueirão, um homem levou sozinho um prêmio de R$ 37.626.306,90.

Os prêmios prescrevem 90 dias após a data do sorteio. Após o prazo, os valores são repassados ao Tesouro Nacional para aplicação no Fies (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior).

 

Veja também

A Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), decidiu por adiar a abertura do Festival...

Últimas notícias