Alunos são suspensos de escola particular no Recife após saudação nazista

Uma imagem postada em uma rede social com um grupo de 11 alunos, de 16 a 17 anos, de um colégio particular em Recife, Pernambuco, resultou na suspensão dos adolescentes. A foto que já foi apagada, mostrava os estudantes fazendo saudação nazista durante campanha para orador da turma. De acordo com o Jornal Folha de […]
| 06/03/2020
- 13:38
Alunos são suspensos de escola particular no Recife após saudação nazista
(Reprodução | Redes Sociais) - (Reprodução | Redes Sociais)

Uma imagem postada em uma rede social com um grupo de 11 alunos, de 16 a 17 anos, de um colégio particular em , Pernambuco, resultou na suspensão dos adolescentes. A foto que já foi apagada, mostrava os estudantes fazendo saudação nazista durante campanha para orador da turma.

De acordo com o Jornal Folha de São Paulo, a conta onde a foto foi postada também foi removida, mas a imagem ganhou grande proporção nesta quinta-feira (5).

Na imagem um adolescente de casaco preto aparece no lugar do professor e os outros estudantes virados para ele repetem a saudação nazista. Na postagem, o aluno é apresentado como candidato a orador da turma e chegou a fazer citações diretas ao durante o discurso.

“Ele promete ser o novo Führer da série nessa caminhada para a construção de um novo e inovador Reich”, destaca.

Conforme apurado pela Folha de São Paulo, a diretora da escola ouviu todos os pais e alunos envolvidos no episódio, assim que tomou conhecimento do caso que resultou na suspensão dos estudantes até a próxima terça-feira (17).

Além disso, ela afirmou que quando voltarem às aulas, os estudantes na imagem apresentarão um trabalho para os demais alunos sobre o tema. “Eles precisam aprender a diferença entre brincadeira e coisa séria. Não se brinca com isso. Aqui, ajudamos a formar caráter. A escola não compactua com isso e, imediatamente, tomamos todas as providências”, disse.

Segundo a diretora, os pais ficaram surpresos com a atitude dos filhos e pediram desculpas.

A escola emitiu uma nota oficial sobre o assunto ressaltando que não apoia nenhum comportamento que dá de encontro aos valores cristãos, éticos, cidadãos, à preservação da vida, ao respeito a todos as raças, povos e crenças, e pediu desculpas a todas as pessoas que se sentiram ofendidas.

Veja também

Inscrições podem ser feitas pelo Fuvest até 23 de setembro

Últimas notícias