recebeu R$ 2,3 bilhões de emendas desde 2015 até setembro de 2023. Desses recursos dos últimos nove anos, o Estado tem R$ 1,8 bilhão empenhado.

Os valores são disponibilizados pelo Siga Brasil, ferramenta do Senado Federal que possui banco de dados sobre as emendas enviadas para estados e municípios brasileiros. A última atualização é desta quarta-feira (13), conforme o (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

Assim, o parlamentar que mais enviou emendas para Mato Grosso do Sul é o deputado federal Vander Loubet (PT). O coordenador da bancada federal de encaminhou R$ 129,92 milhões para o Estado nos últimos nove anos.

O deputado afirma que as emendas “incorporam reivindicações da população e representam um reforço nos caixas do Estado e, principalmente, dos municípios”. Portanto, destaca que as obras municipais são por vezes garantidas por meio de emendas.

“Com as emendas, na maioria das vezes, as prefeituras conseguem executar obras e ações que dificilmente conseguiriam apenas com seus recursos próprios”, explica.

Confira o ranking dos 10 parlamentares que mais enviaram emendas para MS:

  • Deputado Vander Loubet = R$ 129,9 milhões
  • Ex-senadora Simone Tebet = R$ 123,1 milhões
  • Deputado Dagoberto Nogueira = R$ 109,1 milhões
  • Senador = R$ 83,2 milhões
  • Ex-deputado Fábio Trad = R$ 71,7 milhões
  • Senadora Soraya Thronicke = R$ 71,3 milhões
  • Ex-deputado Mandetta = R$ 63,5 milhões
  • Ex-deputada = R$ 62,7 milhões
  • Deputado Geraldo Resende = R$ 61,4 milhões
  • Deputado Beto Pereira = R$ 60,7 milhões

Emendas por ano

MS registrou R$ 184,4 milhões de emendas em 2023. Porém, neste ano foram executados R$ 382,5 milhões de emendas no Estado.

No ano anterior, o Estado registrou R$ 308,1 milhões de emendas, sendo que R$ 382,3 foram executadas. Ou seja, MS teve R$ 74 milhões de recursos executados além do que foi destinado naquele ano.