O (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) abriu inquérito para apurar suposta venda irregular de combustível em um posto localizado em Sete Quedas, cidade distante a 468 km de Campo Grande.

Conforme a investigação, o estabelecimento estaria funcionando sem a devida licença ambiental para a venda de gasolina, e etanol. Em setembro de 2022, foi feita notícia de fato para apurar a denúncia, que partiu do Imasul, mas empresa não respondeu aos questionamentos da promotoria.

“Para cessar a irregularidade, o empreendimento foi notificado para paralisar imediatamente a da atividade, regularizar ambientalmente a atividade exercida no local e atender na íntegra determinações de notificações anteriores”, diz trecho de notícia de fato. Sem respostas do estabelecimento, foi instaurado o inquérito.

O proprietário do posto foi novamente notificado e tem o prazo de 15 dias úteis para encaminhar à promotoria informações sobre os fatos, esclarecimentos e indicações de providências tomadas em relação à situação. A promotora de Justiça é Mayara Santos de Sousa.