O MPMS (Ministério Público do Estado de Mato Grosso do Sul) inaugurou a Pedra Fundamental do Complexo Institucional nesta terça-feira (22), em Campo Grande. A pedra marca o lançamento do projeto do novo prédio do órgão, orçado em R$ 60 milhões.

De acordo com o Procurador-Geral de Justiça de MS, Alexandre Magno Benites de Lacerda, o novo prédio servirá para reunir os servidores que atuam no MP em um único lugar, reduzindo custos, que hoje são de R$ 600 mil mensais.

Presente no evento, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), destacou a centralização dos trabalhos e profissionais em um único local.

“O mais importante é centralizar a funcionalidade das operações de um trabalho que é realizado em conjunto’, disse Azambuja.

“Eu acho que a obra simboliza aquilo que construímos nos últimos anos. Uma parceria com todos os poderes de Mato Grosso do Sul”, finalizou o governador.

Por fim, o Governo Estadual irá arcar com os custos da construção.

Além disso, os custos dos serviços e insumos serão obtidos por meio de consulta às tabelas oficiais de referência, como do Sinapi (Sistema Nacional de Pesquisa de Custos e Índices da Construção) e Sicro (Sistema de Custos Referenciais de Obra).

Como será o novo prédio

O Complexo Institucional do MPMS procede de projeto para adequação do sistema viário, compondo as vias, calçadas, acessos e portarias.

mpms novo prédio 1
Novo prédio deve custar R$ 60 milhões. (Foto: Divulgação)

Do mesmo modo, a construção de um novo prédio que abrigará a Procuradoria-Geral de Justiça e Promotorias de Justiça da Capital.

O novo prédio contará com 91 gabinetes, ouvidoria, dois auditórios, plenário e outras estruturas de apoio.