Após exoneração, policial diz que continua a receber como agente de saúde

Foram depositados pela Sesau mais de R$ 13 mil
| 12/05/2015
- 19:55
Após exoneração, policial diz que continua a receber como agente de saúde

Foram depositados pela Sesau mais de R$ 13 mil

Uma policial militar denunciou a Câmara de Vereadores de Campo Grande que continuou a receber como agente de saúde da Prefeitura, mesmo após pedir demissão. O relato foi feito pela vereadora Luiza Ribeiro (PPS), que mostrou a todos a documentação da ex-servidora nesta terça-feira (12).

De acordo com a policial, ela pediu exoneração do cargo de agente de saúde no ano passado após passar no concurso da Polícia Militar do Estado.

Entretanto, quando foi fechar a conta onde era depositado o seu salário, percebeu depósitos da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) em mais de R$ 13 mil, correspondentes a salários de janeiro e fevereiro. Os valores estão bem acima do piso salarial dos agentes de saúde.

Assustada com a situação registrou um boletim de ocorrência relatando o fato e encaminhou a situação ao seu superior. “Esta é uma denúncia grave, que deve ser apurada. É dessa maneira que está escapando o dinheiro público?”, questionou a vereadora.

A vereadora, que está com a documentação da servidora exonerada, pedirá explicações da Prefeitura.

 

Veja também

Últimas notícias