Eminência parda volta a dar as cartas para resolver crise e enfraquece titular em Campo Grande

Soberba e teimosia teriam enfraquecido grupo que tentou segurar nome, mas tropeçou no destempero do ungido
| 21/02/2022
- 12:17
Disputa por espaço já era de conhecimento nos bastidores
Disputa por espaço já era de conhecimento nos bastidores, mas indicação expôs quem manda - (Ilustração sobre reprodução, Web)

Crise alimentada pela teimosia e soberba expôs em setor estratégico quando eminência parda emplacou ungido para principal cargo de categoria. Com o movimento, enterrou titular e voltou a dar as cartas plenamente em Campo Grande.

Segundo quem acompanha, sujeito teve que continuar no jogo mesmo após aposentadoria para segurar muita coisa e desde então disputava sutilmente espaço com o chefe de direito.

De fato, no entanto, sempre esteve articulando internamente para segurar os rojões que podem estourar a qualquer momento.

Agora, com decisão de última hora para apagar incêndio, dizem que ficou escancarado o peso do grupo que o sujeito representa.

Desta forma, eminência parda estaria até convocando servidores de classe especial para conversas e deixando de lado discrição que vinha mantendo.

Quem assume, oficialmente, além de pacificar grupos internos, terá que resolver brigas ligadas a interesses escusos que mantêm grande influência no setor em Mato Grosso do Sul.

Sabendo de algo que MS precisa saber? Conta pro Midiamax!

Se você está por dentro de alguma informação que acha importante o público saber, fale com jornalistas do !

Fala Povo: O leitor pode falar direto no WhatsApp do Jornal Midiamax pelo número (67) 99207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Se preferir, você também pode falar com o Jornal direto no Messenger do Facebook.

Você pode enviar flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões de assuntos ou reportagens com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Em pleno ano eleitoral, erro grave revoltou até servidores de elite que se sentiram expostos à morte como jagunços

Últimas notícias