Vereadores de Campo Grande usaram a tribuna nesta terça-feira (24) para pedir socorro pelos usuários do transporte coletivo. Segundo a vereadora Ribeiro (PT), a sensação térmica pode chegar a 50°C nesses dias mais quentes dentro do ônibus.

Ronilço Guerreiro (Podemos) disse que vai encaminhar solicitação ao por conta da onda de calor. “Estamos pedindo água gelada nos terminais, que nem isso tem”, disse.

Já Luiza quer uma reunião de emergência com a (Agência Municipal de Transporte e Trânsito) e os responsáveis pelo Consórcio Guaicurus para pedir ar-condicionado no transporte.

“Além da água quente, é impossível ficar dentro dos ônibus com esse calor. Dentro de um transporte coletivo fica quase 50°C. É um risco para a sobrevivência. Solicito uma reunião de urgência para colocar ar-condicionado nos ônibus. Não é um luxo e sim um ato de sobrevivência”, disse a vereadora.

Protesto

Passageiros do transporte público de Campo Grande protestaram e bloquearam uma das plataformas do Terminal Morenão, sentido Centro, por atraso em um coletivo, na manhã desta terça-feira (24). Os ônibus ficaram parados por cerca de 17 minutos.

Uma viatura da Romu (Ronda Ostensiva Municipal) e da GCM (Guarda Civil Metropolitana) foram acionadas, mas a movimentação durou alguns minutos, sem necessidade de negociação com passageiros.

Segundo uma passageira, mulheres iniciaram o ato, por volta das 7h, e pararam em frente a um dos ônibus, momento em que os motoristas fecharam as portas para evitar danos no veículo. O motivo seria o atraso de uma linha no horário de pico.

Saiba Mais