Semana política foi de apoio à pré-candidata Simone à presidência a mudança no 1º escalão de MS

Política de MS também teve opiniões sobre a proposta que limita o ICMS dos combustíveis
| 11/06/2022
- 07:30
Semana política foi de apoio à pré-candidata Simone à presidência a mudança no 1º escalão de MS
Senadora Simone Tebet (Foto: Agência Senado)

O político de foi movimentado nesta semana. Representando MS no Senado, Simone Tebet (MDB) recebeu o apoio oficial do PSDB nacional como pré-candidata à presidência.

Nesta quinta-feira (9), a executiva nacional do PSDB declarou apoio ao MDB nas eleições de 2022. Tucanos devem apoiar a candidatura à presidência da república de Simone após o MDB abrir mão da candidatura ao Governo do Rio Grande do Sul.

“Recebo com alegria e imensa honra o apoio do PSDB à nossa candidatura”, comemorou a pré-candidata ao Planalto. No mesmo dia, Simone Tebet (MDB) testou positivo para Covid-19.

Antes mesmo da aliança nacional entre PSDB e MDB ser fechada, o secretário de Governo e Gestão Estratégica de Mato Grosso do Sul, Eduardo Rocha (MDB), comentou sobre como deve ficar o cenário em MS. Para ele, com a parceria entre os partidos nacionais, o PSDB de Mato Grosso do Sul deve apoiar a senadora em sua tentativa ao Palácio do Planalto.

Ainda falando em secretários do primeiro escalão de MS, Eduardo Romero foi nomeado secretário de Estado de Cidadania e Cultura. O ex-vereador de Campo Grande era adjunto da pasta e, conforme decreto divulgado no Diário Oficial de Mato Grosso do Sul da terça-feira (7), foi oficialmente nomeado.

ICMS dos combustíveis em MS

Ainda nesta semana, a bancada sul-mato-grossense do Senado Federal comentou sobre pauta que limita a aplicação da alíquota do ICMS (Imposto Sobre Mercadoria e Serviços) sobre os combustíveis. Ao Jornal Midiamax, Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil) afirmaram que a discussão deve trazer uma resposta para aumento da gasolina e da cesta básica.

No entanto, estudo da Sefaz (Secretaria Estadual de Fazenda) aponta que MS pode deixar de arrecadar R$ 597 milhões. Na mesma semana em que Jair Bolsonaro (PL) chamou alguns governadores para debater a matéria, Reinaldo Azambuja (PSDB) afirmou que a proposta "não pode ser goela abaixo. Não pode ser algo que traga desequilíbrio. Resolve de um lado e compromete as finanças estaduais e municipais do outro".

Segundo ele, "é preciso buscar um entendimento. Esse é o objetivo que estamos tentando agora. O combustível está muito caro e os governadores não medem esforços".

Juventude de legendas em MS

O PSDB deu posse para a Executiva da Juventude Estadual do partido nesta semana. O evento aconteceu no diretório do partido, em Campo Grande. Vale lembrar que o ato aconteceu pouco mais de uma semana após a desfiliação de 33 jovens.

Também está prevista para essa semana a posse da diretoria da Juventude do União Brasil em Mato Grosso do Sul. Segundo assessoria, a diretoria será empossada neste sábado (11), a partir das 16h, em Campo Grande.

FPM e vereadora do interior

A vereadora de Dourados, jornalista Lia Nogueira (PSDB), que chegou a ser diagnosticada com princípio de infarto e passou dois dias em uma UTI (Unidade de Terapia Intensiva). No entanto, nesta mesma semana ela recebeu alta.

Por fim, o primeiro repasse de junho do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) traz R$ 93.369.071,89 aos municípios de Mato Grosso do Sul. Lembrando que o montante é dividido entre as 79 cidades do Estado.

Veja também

Partido ainda não conseguiu nomes para concorrer a deputado federal

Últimas notícias