A saída de José Mauro Pinto Filho da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) acontece depois de reclamação por parte da população e falta de remédios, macas, entre outros equipamentos.

A afirmação é do presidente da Câmara Municipal de Campo Grande, o vereador Carlos Augusto Borges (PSB), conhecido como (PSB). Ele acrescenta motivo para exoneração – oficializada nesta sexta-feira (2) – além das de vereadores.

“Falta maca, falta autoclaves, remédios, médicos, prédios todos com defeitos, falta equipamentos. Na pandemia, ele foi bem, mas de lá para cá, piorou”, avaliou o dirigente. A participação da Casa de Leis na movimentação por um novo nome chegou a ter lista.

Pelo menos 20 vereadores assinaram documento para a prefeita Adriane Lopes (Patriota), explicando que achavam a situação do agora ex-secretário desgastada. Além disso, indicaram o nome do vereador Victor Rocha (PP) para assumir a .

No entanto, o nome escolhido pela prefeita deve ser o do vereador Sandro Benites, também do Patriota. Segundo Carlão, a chefe do Executivo municipal informou que vai se reunir com o parlamentar, nesta manhã, para bater o martelo.