Políticos do PT em Mato Grosso do Sul lamentaram e repudiaram o assassinato do guarda municipal Pedro Arruda, ocorrido em Foz do Iguaçu, no Paraná, na madrugada deste domingo (10). Pedro Arruda estava com sua família e amigos no dia do seu aniversário. Tesoureiro do PT em Foz do Iguaçu, ele decidiu fazer uma festa temática em homenagem ao ex-presidente e pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva.

O policial penal federal José da Rocha Guaranho invadiu a festa de aniversário do guarda municipal Marcelo Arruda, o matou e também foi ferido a tiros, ele foi socorrido e levado para da cidade. Marcelo Arruda morreu ainda na madrugada e José da Rocha Guaranho veio a óbito na manhã deste domingo. Arruda comemorava seus 50 anos na Associação Esportiva Saúde Física (Aresfi).

Em suas redes sociais, o deputado estadual Pedro Kemp postou: “Vejam o que o discurso de ódio faz. A política é o espaço para o debate de ideias e propostas. Onde entra a violência acaba a racionalidade e a discussão de projetos. Lamentável!”. Já a vereadora , em suas redes sociais: “Que tempos são esses em que vivemos? Pra quê tanto ódio? Pra quê tanta violência? Minha solidariedade aos amigos e familiares de Marcelo”.

*Matéria atualizada às 7h30 de 11 de julho de 2022 para correção de informação