Atual secretário de infraestrutura e pré-candidato do PSDB ao governo de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, participou da inauguração do novo auditório da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), em Dourados, na manhã desta segunda-feira (21).

O pré-candidato reforçou que está aberto a conversar com todos os grupos políticos e que as negociações seguem até julho, quando termina o prazo para estabelecer coligações e definir candidatos.

“Aqui no plano estadual, temos conversa aberta com todos os vetores políticos. Isso é importante, ouvir as pessoas, o pensamento do Mato Grosso do Sul”, declarou.

Ainda conforme o tucano, a pré-campanha é o momento de discutir com todos os grupos da sociedade. “As forças políticas representam isso: deputados estaduais, federais, líderes, prefeitos e vereadores. Todos participam dessa discussão como representantes da sociedade. As conversas caminham e vão seguir até a época definitiva, que é julho”, pontuou.

Estiveram presentes no evento os deputados federais Vander Loubet (PT) e Dagoberto Nogueira (PDT), deputados estaduais Marçal Filho (PSDB) e Barbosinha (União Brasil), além do prefeito de Dourados, Alan Guedes (PP).

Chapa majoritária

Riedel também comentou sobre a aliança com o PP, de Tereza Cristina, afirmando que a chapa já está praticamente selada. “Acertar mesmo só na convenção, mas a aliança está muito sólida”, detalhou.

Quanto ao apoio a candidato para a presidência, Riedel preferiu evitar emitir posicionamento, limitando-se a declarar que a questão está sendo discutida no plano nacional. “É muito cedo, temos que ouvir e entender o que está acontecendo. Quem garante que até maio não vai ter federação entre essas alianças? Como a gente discute algo que está em pleno andamento? Temos que aguardar para analisar o cenário”, concluiu.