Política

Na véspera da eleição, TRE-MS pode ter sessão extraordinária para julgar indeferimentos

O Pleno do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) pode ter uma sessão extraordinária no sábado (14), véspera do primeiro turno das eleições municipais. O presidente da corte, desembargador João Maria Lós, apresentou a proposta durante a sessão desta terça-feira (10). Para isso, Lós pediu que sua equipe informe quantos processos estão […]

Adriel Mattos Publicado em 10/11/2020, às 11h48 - Atualizado às 12h04

Sede do TRE-MS, localizado no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Marcos Erminio/Midiamax)
Sede do TRE-MS, localizado no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Marcos Erminio/Midiamax) - Sede do TRE-MS, localizado no Parque dos Poderes, em Campo Grande. (Foto: Marcos Erminio/Midiamax)

O Pleno do TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul) pode ter uma sessão extraordinária no sábado (14), véspera do primeiro turno das eleições municipais. O presidente da corte, desembargador João Maria Lós, apresentou a proposta durante a sessão desta terça-feira (10).

Para isso, Lós pediu que sua equipe informe quantos processos estão pendentes de julgamento. Até a quinta-feira (12), o colegiado deve decidir se há necessidade ou não de se reunir no fim de semana.

De segunda a quinta-feira, o Pleno se reúne, e já vem julgando diversos recursos referentes ao pleito, além da pauta regular. Os magistrados já derrubaram ou mantiveram indeferimentos de diversos candidatos ao longo das últimas semanas.

Uma sessão já havia sido antecipada para agilizar os trabalhos, permitindo que os candidatos pudessem recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) a tempo do primeiro turno. 

Apesar disso, quem estiver com o registro indeferido com recurso ainda pode continuar em campanha. Porém, o TRE vai contabilizar os votos separadamente, e se o registro continuar indeferido, pode ter totalizar novamente e o resultado da eleição pode mudar.

Jornal Midiamax