Cilene Almiram Almada Duarte, de 39 anos, morreu após ser espancada por um grupo de mais de 10 pessoas, na madrugada desde sábado (7), no distrito de Vista Alegre, em .

De acordo com o boletim de ocorrência, Cilene e o marido foram até uma conveniência e lá encontram uma vizinha com qual a vítima tinha uma rixa. Em determinado momento, a vizinha chamou o filho de uma amiga, que chegou com mais oito pessoas – três mulheres e cinco homens.

Duas mulheres partiram para cima de Cilene, enquanto três homens agrediam o marido da vítima. A confusão se generalizou e Cilene foi atingida com chutes na cabeça por um outro homem.

O marido contou à polícia que viu Cilene desacordada e quando as agressões pararam, ele a colocou no carro e foi em direção ao hospital de Maracaju. Porém, ele percebeu que sua esposa já estava morta dentro do carro.

Conforme informações do hospital, Cilene tinha uma fratura na coluna cervical. A chegou a ser acionada para conter a briga e fez uso de spray de pimenta e com bala de borracha. Inclusive, as agressões continuaram mesmo com a presença da PM no local.

Apesar dos suspeitos terem sido identificados, ninguém foi preso. A PM se deslocou para o endereço de um dos suspeitos, mas ao chegar lá, encontrou a casa vazia. Uma testemunha informou que viu o suspeito saindo de taxi com outros dois homens, com destino a um assentamento.

Confira o vídeo:

(Fala Povo/ Jornal Midiamax)