A família de Cauby de Freitas, de 56 anos, morto depois de ser espancado por um guarda municipal, pede por Justiça. O homem foi brutalmente espancado, no Bairro Lar do Trabalhador, no dia 11 deste mês. O guarda já estava afastado de suas funções há 1 ano. 

Moradores da comunidade e familiares se despediram de Cauby nesta sexta-feira (14). Revoltados, muitos falaram para o Jornal Midiamax que Cauby era gentil, respeitoso e nunca arrumou briga com ninguém. Lenir Inês Cunha, de 70 anos, disse que Cauby nunca brigou com ninguém.

“Ele fugia de briga, nunca roubou, nunca furtou. Todo mundo ajudava ele e gostava dele”, disse a . Lenir ainda falou que a própria do guarda tem medidas protetivas contra o filho, que seria usuário de drogas. 

Outro morador da região que conhecia ‘Bud’ como era chamado Cauby, falou que ele vivia naquela situação por opção, “vivia daquele jeito por que queria, e nunca mexeu com ninguém”, disse. 

A filha de Cauby contou que, no dia , ela estava estacionando a motocicleta quando o guarda passou por ela e disse, “bati o seu pai por que ele me xingou”. Segundo ela, foi neste momento que viu Cauby caído no chão sangrando.

Ela e outros moradores correram para ajudá-lo e antes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegar, Cauby disse a filha: “não esquece que o pai te ama”. Ainda segundo a mulher, o pai e o guarda seriam amigos. 

Uma testemunha teria visto a discussão antes da agressão, e contou que o guarda passou por Cauby e disse: “nossa de manhã já bebendo”. E a vítima teria respondido: “eu bebo com meu e você noinha”. 

Demitido por comissão disciplinar

A Comissão Disciplinar resolveu demitir o guarda municipal que matou espancado Cauby de Freitas Moraes, de 56 anos, no Bairro Lar do Trabalhador, no dia 11 deste mês. O agente estava afastado de suas funções e a agressão foi flagrada por câmera de segurança.

Segundo informações passadas pela Sesdes (Secretaria Especial de Segurança e Defesa Social), a comissão decidiu pela demissão do servidor, com a confirmação que deve ser publicada em Diário Oficial desta sexta-feira (14). 

Imagens da agressão

Cauby morreu às 19h17 depois de não resistir aos ferimentos causados pela agressão. Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento do espancamento. Pelas imagens é possível ver quando o homem está caminhando na calçada e para em frente ao portão de uma casa. Ele carrega uma sacola. Momentos depois, o guarda chega em uma motocicleta e desce do veículo.

Em seguida, o agente passa a agredir o homem com socos. Ele cai no chão e parece desacordado. Logo depois, o guarda vai embora. A vítima foi socorrida em estado grave para a Santa Casa. Um familiar disse ao Jornal Midiamax que a vítima nunca fez mal a ninguém e que tem problemas com alcoolismo.

“Foi uma covardia e esperamos que não fique impune”, disse o familiar. O guarda está afastado há um ano e responde a um PAD (Procedimento Administrativo Disciplinar). Ele tem passagens por tráfico e furto.

Passagens e afastamento do guarda

O guarda municipal, em 2019, teve o registro de um boletim de ocorrência por tráfico de drogas e uso pessoal de entorpecente. Na ocasião, em dezembro do mesmo ano, ele estava na companhia de outro guarda municipal, quando a dupla foi parada pela Polícia Militar. 

No bolso do guarda, foi encontrada uma pedra na forma bruta de pasta base de cocaína. Na época, ele relatou que era usuário de drogas e havia comprado a cocaína. Mas, os militares acabaram encontrando apetrechos com os agentes na preparação e venda de drogas.

Já em 2022, o guarda municipal teve dois registros contra ele, por furto e ameaça. Em maio do referido ano, a diretora de uma (Escola Municipal de Educação Infantil) procurou a para registrar uma ocorrência por ameaça, já que o agente estava fazendo filmagens e a perseguindo em via pública depois que a esposa do guarda foi transferida para a unidade escolar. 

O agente chegou a fazer denúncia na Semed (Secretaria Municipal de Educação) de desvio de função. Já em setembro do mesmo ano, o agente tem uma passagem por furto. Segundo consta, ele foi filmado por câmeras de segurança de uma escola, onde estava cobrindo férias de um colega, furtando dois portões do local.