Mulher, de 37 anos, descobriu que o sobrinho, de apenas 11 anos, estava sendo estuprado dentro da casa que morava, em Campo Grande. A criança contou que o padrasto era quem cometia os abusos.

Conforme o boletim de ocorrência, registrado nesta terça-feira (17), a mulher foi visitar a irmã no último sábado e acabou encontrando o sobrinho sozinho na residência, ele estava sem comer e disse que a mãe havia ido visitar o marido no hospital.

Enquanto era alimentado pela tia, o menino desabafou que o padrasto estava entrando no seu quarto durante à noite e pegando nas partes íntimas, passando a mão na bunda e dando beijo na boca dele.

Segundo a vítima, o padrasto fazia isso dizendo que era somente um carinho de amigo. A mulher ficou no local esperando a irmã, que chegou depois de 3 horas. Ela contou o que havia descoberto e retirou o menino do local, levando para a casa dela.

Nesta terça-feira ela registrou um boletim de ocorrência contra o padrasto do menino e solicitou medidas protetivas de urgências para que o homem não se aproxime do sobrinho. O caso foi registrado como abandono de incapaz e estupro de vulnerável na DEPCA (Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente).