A morte de um motociclista, ainda não identificado, no final da noite desta sexta-feira (6), na Rua Vaz de Caminha, no Jardim Noroeste, em Campo Grande, pode ter sido causada no momento que ele tentou desviar de pedestres no meio da via, de acordo com a polícia.

O acidente aconteceu perto da meia-noite e o motociclista colidiu de frente com um Volkswagen Gol que estava na pista contrária. Dentro do carro estava um homem de 35 anos e a namorada, de 34.

“Ali é uma região que tem muitas conveniências e o pessoal fica na rua bebendo. Tudo indica que a vítima tentou desviar e invadiu a pista que o carro estava”, explicou o delegado Gabriel Desterro, que atendeu à ocorrência.

Colisão aconteceu na Rua Vaz de Caminha, no Jardim Noroeste (Via WhatsApp)

De acordo com o delegado, o veículo gol estava na velocidade permitida da via, o motorista ficou em choque com o acidente e foi socorrido para a Santa Casa de Campo Grande, onde também realizou teste do bafômetro, que deu negativo.

Sem documentos, o motociclista não foi identificado até o momento, ele tem várias tatuagens e o corpo está no IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) e vai passar por exame necroscópico.

Conforme apurado pelo Jornal Midiamax, após o acidente, por volta de 2h da madrugada, policiais do Batalhão de Choque estiveram na mesma rua do acidente, no cruzamento com a Rua Piraputanga, e dispersaram cerca de 800 pessoas utilizando bala de borracha. Ao todo, sete viaturas foram ao local.