Funcionários de uma foram rendidos na madrugada desse domingo (17) em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul. O estabelecimento pertence ao advogado Daniel Montenegro.

Montenegro foi preso durante uma deflagrada pela Senad (Secretaria Nacional Antidrogas) do que confiscou bens patrimoniais e Jarvis Pavão, para quem o advogado trabalha.

Segundo informações da Polícia Nacional, os funcionários foram abordados pelos assaltantes enquanto fechavam o estabelecimento. Do local foram levados 6.200.000 guaranis. Um dos ladrões usava máscara e capuz.