Um indígena identificado como Romário Pires, de 31 anos, foi espancado até a morte por pelo menos quatro homens durante uma briga, na saída de uma festa em Bodoquena, a 260 quilômetros de Campo Grande, na Rua Antônio Pedro de Lima, durante a madrugada deste domingo (9). A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Segundo informações do boletim de ocorrência, a polícia encontrou o corpo do homem na calçada, próximo a uma igreja da região. Segundo testemunhas que são primos da vítima, a briga ocorreu na saída de uma festa que acontecia no local. Familiares da vítima disseram não saber o motivo das agressões.

Em seguida, a Polícia Militar entrou em contato com o organizador da festa, que informou o nome de dois envolvidos no crime e que eles teriam retornado para Bonito num carro de marca Ford Astra preto. Na cidade turística, equipe da PM encontrou os suspeitos.

Em depoimento, um deles alegou que a briga começou depois que três homens indígenas, dentre eles Romário, teriam incomodado uma pessoa na entrada da festa. Os suspeitos foram avisados da situação e saíram do evento, momento em que a briga começou na rua.

O suspeito ainda disse que, além dele, mais três homens participaram das agressões. Assim, a vítima foi espancada até a morte. Equipe do Hospital Municipal de Bodoquena foi até o local fazer o atendimento, mas constatou o óbito de Romário.

Ainda segundo a ocorrência, a Polícia Militar de Bonito tenta localizar os outros envolvidos. O crime foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil na Delegacia de Polícia de Bodoquena.