Homem de 26 anos, membro de uma facção criminosa, que estava foragido e possui condenação pelo crime de homicídio qualificado no estado de Rondônia (RO), foi preso preventivamente por policiais da DHPP (Delegacia de Repressão aos Crimes de Homicídios e de à Pessoa), na manhã desta sexta-feira (20), no Centenário, em Campo Grande. Agora, o autor será encaminhado para o presídio.

Segundo apurado, Luan Gabriel de Quadros Correa, conhecido como “MS”, “Baco” ou “Beique”, junto com outros quatro comparsas é responsável pela morte de Everson Almeida Gonzaga, ocorrida durante a madrugada do dia 31 de janeiro de 2018 em uma das celas da CAPEP (Colônia Agrícola Enio Pinheiro), em Porto Velho.

O crime foi planejado por um quinto autor, com objetivo de mostrar seu poder de liderança que exercia dentro da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital). O grupo foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Rondônia.

Além da condenação pelo homicídio, o rapaz preso no Jardim Centenário nesta sexta, foi condenado pelo crime de associação criminosa, e ao todo deve ficar 22 anos em reclusão. A condenação foi decretada pela 1ª  Vara do Tribunal do Júri da comarca de Porto Velho (RO) no último dia 15 de agosto deste ano.