generalizada ocorrida na noite deste sábado (14) em uma conveniência do Bairro Santa Luzia terminou com um homem, de 37 anos, e uma mulher, de 41, feridos a . A briga teria começado após um outro rapaz ter chamado a esposa do autor para dançar.

Segundo informações do boletim de ocorrência, uma equipe do foi acionada para comparecer à conveniência. Chegando ao local, encontraram o homem caído ao solo e a mulher sendo socorrida por populares até uma unidade de saúde.

Além disso, o autor dos disparos também estava no local, sentado ao solo, bastante machucado no rosto. Quando os socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) chegaram, constataram que o homem havia sido atingido por tiros na região do tórax, e ele foi encaminhado para a Santa Casa.

Testemunhas e o autor dos disparos relataram aos policiais que havia ocorrido uma briga generalizada na conveniência, e tudo teria começado após um homem ter chamado a esposa do autor para dançar e feito comentários ofensivos à ela. A discussão inicial teria sido entre o autor e esse homem.

Contudo, outras pessoas se envolveram na discussão, dano início à briga generalizada. Posteriormente, o autor afirmou que foi até seu carro e pegou uma arma de fogo, sendo seguido por várias pessoas. Segundo ele, ele efetuou diversos disparos contra o grupo, não sabendo precisar quantos.

Em seguida, uma das testemunhas conseguiu desarmar o autor e jogar sua arma no fundo do terreno da conveniência. A arma foi localizada pelos policiais junto a três munições. O autor afirmou que efetuou os disparos para se defender das agressões, e disse que as pessoas atingidas não faziam parte do grupo que o agredia.

Ele ainda informou que em sua casa havia mais munições. Então, os policiais do Choque foram até o imóvel e encontraram outras 37 munições calibre .380.

Já no pronto socorro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Coronel Antonino, a equipe médica informou que o rapaz precisou ser encaminhado para a Santa Casa, devido aos ferimentos. A vítima permanece internada sob escolta, aguardando fazer cirurgia na mandíbula. A arma de fogo e o autor foram encaminhados para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.