Reginaldo Mera Rodrigues, de 36 anos, continua sendo procurado pela Polícia Civil de como principal responsável pelo assassinato de Naiade Aparecida Pereira Gutterres, de 35 anos, em , distante 419 km de Campo Grande.

Ela foi morta com dois tiros dentro de casa e abandonada na UPA (Unidade de Pronto Atendimento), onde morreu. O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2022 e até o momento Reginaldo não foi localizado.

Nome e fotos de Reginaldo circulam nas e a polícia pede ajuda para localizá-lo. Quem tiver informações sobre Reginaldo pode acionar a polícia através do número 190.

Reginaldo é foragido da justiça desde fevereiro de 2019 pelo crime de tráfico de drogas e usava nome para não ser localizado pela polícia. De acordo com a família da vítima, Naiade sabia da situação e chegou a receber um dossiê sobre o marido há cerca de dois meses.

Conforme boletim de ocorrência, a discussão do casal aconteceu por ciúmes, depois que Naiade questionou Reginaldo sobre uma mulher. Ele se exaltou e atirou duas vezes contra ela.

A vítima foi morta com dois tiros na véspera de ano novo
Naiade foi morta com dois tiros.

No momento do crime, havia um instalador de ar-condicionado no local. O suspeito ainda pediu ajuda para colocar a esposa dentro do carro, dizendo que a levaria para o hospital.

Depois de deixar Naiade na UPA, o homem fugiu usando o carro dela, um Chevrolet Onix branco, que foi encontrado abandonado na Rua Alexandre de Castro e encaminhado para a delegacia.