Professor que ‘ostentava’ dinheiro do tráfico se diz arrependido, mas vai continuar preso

Ele teve a prisão preventiva decretada
| 21/01/2022
- 21:01
Professor foi detido em flagrante com a droga
Professor foi detido em flagrante com a droga - (Divulgação)

Foi decretada prisão preventiva do professor Walter Riquelme, de 33 anos, nesta sexta-feira (21). Ele foi preso em flagrante na casa da mãe em Ponta Porã, a 346 quilômetros de Campo Grande, com mais de 100 quilos de pasta base de cocaína.

O professor disse à polícia que estava em um estabelecimento comercial quando um desconhecido se aproximou e disse ter ouvido ele contar que estava desempregado. Essa pessoa teria puxado conversa e oferecido o ‘serviço’ de armazenar a droga em casa por R$ 2 mil.

Walter aceitou a proposta e o desconhecido foi até a casa que ele indicou o endereço no dia 21 de dezembro de 2021. Ele descarregou a droga no local, que foi deixava em um banheiro inutilizado. A princípio, o combinado era que o entorpecente ficasse no local por 10 dias, segundo relatado pelo professor.

No entanto, a droga já estava ali há mais de 20 dias. No momento em que foi preso, Walter estava com mais dois amigos na casa, mas que segundo ele não sabiam da droga. A princípio, no momento da prisão o professor teria dado outra declaração, de que recebia R$ 10 mil por semana em que a droga ficava guardada na casa.

A polícia identificou que, mesmo desempregado, ele ostentava uma vida incompatível, gastando altos valores em bares da cidade. Além disso, a suspeita é de que Walter já estava envolvido no esquema de tráfico da cocaína há alguns meses.

Preso, o homem se disse arrependido e ainda alegou que só aceitou o tráfico porque estava desempregado. Foi decretada a prisão preventiva e ele foi encaminhado ao presídio.

Veja também

Segundo informações dos Bombeiros, uma equipe está se deslocando para a região ainda nesta noite para iniciar as buscas

Últimas notícias